Homem gasta 138 mil euros por ano para criar 150 lobos na China

Homem gasta 138 mil euros por ano para criar 150 lobos na China
D.R.

Yang Changsheng tem 71 anos e é o dono de uma empresa de logística sediada na prefeitura de Changji, na região autónoma chinesa de Xinjiang Uygur.
Enquanto muitos empresários bem-sucedidos têm como hobbie jogar golfe ou comprar carros de luxo, Yang prefere cuidar de lobos.

A informação divulgada esta quinta-feira pelo jornal South China Morning Post revela que o homem de 71 anos gasta todos os anos um milhão de yuans (o equivalente a 138 mil euros) para cuidar e alimentar 150 lobos que vivem numa zona florestal no noroeste da China.

A sua paixão por estes animais começou em 1998 quando viu uma loba presa numa jaula de aço e com correntes nas patas. Yang pediu a um amigo que estava consigo que abrisse a jaula para que ele pudesse retirar as correntes ao animal. Ao contrário do que seria de esperar, o animal não o atacou, mas sentou-se à sua frente como se de um cão se tratasse.

Deste então, Yang tem dedicado muito do seu tempo livre e dinheiro em proteger esta espécie. Ao longo destes últimos anos houve apenas um incidente. Um lobo mordeu-o no braço, mas o homem foi salvo pelos outros lobos que o rodearam e o protegeram do animal agressor.

Yang garante que quanto mais tempo passa com estes animais, mais gosta de estar com eles.

Por Patrícia Martins Carvalho

Fonte: Notícias ao Minuto / mantida a grafia lusitana original


Nota do Olhar Animal: Atuar em defesa dos animais está bem longe de ser um “hobbie”, um passatempo. Triste que pessoas ainda creiam que é uma atividade de quem não tem o que fazer, e não uma obrigação moral em defesa da extremamente relevante vida dos animais.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.