Homem mata pinscher a facadas em Ilhota, SC; crianças testemunharam

Homem mata pinscher a facadas em Ilhota, SC; crianças testemunharam
Foto: Arquivo Pessoal

Um casal de moradores do bairro Ilhotinha, em Ilhota denunciou o assassinato de seu cachorro da raça pinscher. O animal, chamado Tobias, foi morto a facadas e o crime aconteceu nesta terça-feira, 26.

Segundo o relato do casal, que possui ainda outros três cachorros e dois gatos, eles teriam saído para trabalhar em Blumenau. Quando retornaram, não encontraram mais o pinscher. Segundo a tutora do animal, Roberta Lanzarini, seus cachorros às vezes conseguem fazer um buraco na cerca da residência, e saem para “dar uma volta”.

Nesta terça, ao retornar para casa, Roberta percebeu que seus cachorros estavam sujos e supôs que tinham saído. Entretanto, não havia encontrado Tobias. Imediatamente, começou a divulgar nas redes sociais o desaparecimento.

Nesse momento, uma moradora vizinha a contatou dizendo que seu filho teria visto um homem matando um cachorrinho a facadas, e indicou onde o criminoso teria jogado o corpo do animal.

O casal foi até o terreno baldio apontado pela criança e encontrou Tobias morto a facadas. Segundo Roberta, o casal conversou com algumas crianças na rua, mas elas preferiram não falar quem foi.

“Elas estão com medo. Não querem falar quem foi, se é que elas conhecem a pessoa. Elas só falaram que, conforme o homem dava as facadas, o cachorrinho dava um pulinho e um gritinho. Ele era um pinscher de um quilo e meio, que nunca mordeu ninguém. Era totalmente indefeso”, conta Roberta.

Arquivo Pessoal / Reprodução

Polícia Civil vai investigar o caso

Em suas redes sociais, o delegado Egídio Ferrari, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau, confirmou que vai investigar o caso. Um inquérito policial foi aberto e a polícia busca o responsável pelo crime.

Qualquer informação ou denúncia pode ser feita pelo telefone 181.

Por Victor Palmeira

Fonte: O Município

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.