Homem morre atropelado em SP ao entrar em rodovia para salvar cão

Homem morre atropelado em SP ao entrar em rodovia para salvar cão
Rodovia Padre Manoel da Nóbrega. (Foto: Julia Bernardini/Arquivo Pessoal )

Um homem morreu após salvar o próprio cachorro na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na altura cidade de Mongaguá, no litoral de São Paulo. O animal entrou na rodovia e, para resgatar o cão, o tutor precisou correr pela pista, mas acabou sendo atingido por um ônibus de viagem.

O acidente aconteceu no km 304 da rodovia, sentido Itanhaém. De acordo com informações da Polícia Civil, Hudson Fuentes, de 43 anos, estava caminhando pelo acostamento da rodovia com a mulher e o cachorro por volta das 21h. A mulher dele contou à polícia que, de repente, o cão se soltou e correu para uma das pistas da rodovia.

Ao ver o animal correndo perigo, Hudson entrou na rodovia para pegar o cachorro. Um ônibus da Breda, que estava trafegando na estrada, atropelou o morador. Após o acidente, o motorista do ônibus parou o veículo para socorrer o homem. Hudson foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e pela Polícia Rodoviária. Ele foi levado para o Pronto Socorro de Mongaguá, mas não resistiu e morreu.

Em depoimento à polícia, o motorista do ônibus alegou que estava conduzindo o veículo normalmente e visualizou o casal de mãos dadas no acostamento junto com o cachorro. Porém, foi surpreendido com a atitude do homem de entrar na pista e, pela proximidade, não conseguiu desviar do morador. Após o acidente, o cachorro foi entregue à esposa de Hudson.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Sede de Mongaguá. O motorista irá responder pelo crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

O G1 entrou em contato com a empresa Breda, mas até a publicação desta reportagem, a empresa não se posicionou sobre o assunto.

Por Mariane Rossi

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: O episódio trágico mostra a importância de se andar com cães presos a guias, especialmente em locais de maior risco, como as proximidades de uma rodovia.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.