Homem que matou cachorro com ferramenta em Porto Calvo (AL) é preso e confessa crime; vídeo

Homem que matou cachorro com ferramenta em Porto Calvo (AL) é preso e confessa crime; vídeo

Um idoso, suspeito de agredir e matar um cachorro, de raça não informada, identificado como José Otávio, de 69 anos, foi preso nesta sexta-feira, dia 3, no município de Porto Calvo. O caso aconteceu nesta quinta-feira (2).

Conforme informações da Polícia Civil de Alagoas (PC-AL), no momento da prisão, José confessou o crime. Porém, o outro homem que participou do crime está foragido.

Circula nas redes sociais o vídeo em que mostra o momento exato em que os criminosos utilizam uma corda e uma ferramenta mecânica para atingir o cachorro.

No vídeo, José Otávio é quem segura a corda, que foi utilizada como coleira, enquanto o outro acusado, que não teve a identidade revelada, efetua os golpes contra o animal.

As investigações tiveram início nesta quinta, quando o delegado Leonam Pinheiro, da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais, recebeu o vídeo em que mostra os suspeitos espancando o animal até a morte.

Conforme o delegado, a dupla não tinha motivos para matar o cachorro e realizou o crime por pura crueldade.

Ainda segundo Leonam, José foi preso na zona rural de Porto Calvo e as equipes estão realizando diligências para prender o que está foragido.

José Otávio foi encaminhado à delegacia do 17º Distrito Policial em Marechal Deodoro, onde o delegado Leonam Pinheiro também é titular.

Conforme a presidente da Comissão de Bem Estar Animal da OAB/AL, Rosana Jambo informou que com o encaminhamento da denúncia para a polícia, agora será acompanhado o processo criminal que será aberto com o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Além disso, Jambo contou que irá acompanhar a audiência até o desfecho que poderá ser uma transação penal (se os suspeitos forem réus primários) ou seguirem para uma audiência de instrução e julgamento podendo ser condenados por crime de maus tratos.

A presidente da comissão apontou que eles estão sempre realizando o acompanhamento dos casos, até mesmo para cobrar a continuidade, não cair no esquecimento e ser mais um exemplo de eficácia desse trabalho em equipe. Entidades denunciantes, sociedade civil, autoridade policial e judiciário.

Maltratar animais é crime previsto na Lei de número 9.605/98, artigo 32, com pena de 3 meses a um ano, além de ser gerado um valor de multa. A polícia pede que caso alguém tenha informações sobre o suspeito, que está foragido, entre em contato por meio do número 181. O sigilo é garantido.

Veja o vídeo:

Por Maria Maia (estagiária sob supervisão da editoria)

Fonte: Cada Minuto

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.