Homem recebe multa pesada por confinar pássários e falsificar anilhas em Quatá, SP

Homem recebe multa pesada por confinar pássários e falsificar anilhas em Quatá, SP
Fotos: Polícia Militar Ambiental de Marília

Nesta terça-feira, 09 de março, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados na Base Operacional de Tupã, em atendimento de denúncia pelo bairro Vila Roncada, constataram dezenove pássaros das espécies Sabiá Barranco, Graúna, Coleirinho Papa Capim e Canários da Terra mantidos ilegalmente em cativeiro, e com indícios claros de falsificação em suas anilhas de identificação.

Diante dos fatos, foi elaborado o Auto de Infração Ambiental, no valor de R$ 9.500,00, por ter em cativeiro espécime da fauna silvestre sem autorização do órgão competente.

Os pássaros foram reintroduzidos em seu habitat natural em uma mata nativa pelo bairro Bandeirante na cidade de Tupã, sendo as gaiolas destruídas.

O infrator responderá pelo crime ambiental previsto no artigo 29 da Lei Federal 9605/95 e pelo crime de adulteração de sinal público conforme parágrafo 1º, inciso III do artigo 296 do Código Penal.

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones 0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente às unidades da Polícia Militar Ambiental pelos telefones: (14) 3433.7199 – Marília; (14) 3496.5884 – Tupã; (18) 3323.5111 – Assis; (14) 3322.3077 – Ourinhos.

Por Ewerton Ricardo Messias

Fonte: Polícia Militar Ambiental de Marília

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.