Homem recebe multa pesada por maus-tratos e pássaros irregulares em Marília, SP

Homem recebe multa pesada por maus-tratos e pássaros irregulares em Marília, SP
Fotos: Polícia Militar Ambiental de Marília

Nesta segunda-feira, 21 de março, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados no 1º Pelotão de Marília, em atendimento de denúncia pelo bairro Vila Real, constataram no quarto de em uma residência 14 pássaros em situação irregular, das espécies Coleirinho Papa Capim, Coleirinho Baiano, Curió e Azulão. Ato continuo, localizaram no quintal da residência 06 galos acondicionados em viveiros com as esporas naturais mutiladas, com sinais claros de maus-tratos.

Diante do exposto, foram lavrados dois Autos de Infração Ambiental, no total de R$ 43.000,00, por ter em cativeiro espécimes da fauna nativa, sendo 4 listados em extinção; e por praticar ato de maus tratos.

Os 14 pássaros passaram por avaliação médico veterinária, no Centro Médico Veterinário de Marília, onde foi emitido o laudo biológico para reintrodução na natureza de todas as aves.

Os 6 galos foram destinados aos cuidados da zoonose de Marília.

O infrator responderá pelo Crime Ambiental previsto no artigo 29, parágrafo 1º, inciso III e o artigo 32, ambos da Lei Federal 9.605/98 e pelo crime previsto no artigo 296, parágrafo 1º, inciso III do Código Penal Brasileiro.

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones 0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente às unidades da Polícia Militar Ambiental pelos telefones: (14) 3433.7199 – Marília; (14) 3496.5884 – Tupã; (18) 3323.5111 – Assis; (14) 3322.3077 – Ourinhos.

Por Ewerton Ricardo Messias

Fonte: Polícia Militar Ambiental de Marília

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.