Homem heroico mergulha no mar para socorrer tubarão emaranhado em linha de pesca

Homem socorre tubarão emaranhado em linha de pesca

Certamente, não é todo dia que uma ida casual à praia acaba em missão de salvamento de vida. Mas foi exatamente o que aconteceu em Jensen Beach, na Flórida, EUA. Felizmente, o acontecimento foi gravado em vídeo.

Um homem, que estava pescando (ironicamente) na praia com seus amigos, percebeu algo incomum. Um tubarão-galha-preta estava próximo à costa lutando veementemente para se livrar de algo emaranhado em seu corpo. O animal estava preso em uma linha de pesca.

Indignados com a cena, os homens apressaram-se para tentar ajudar. Em um ato de bravura, um deles entrou na água e arrastou o tubarão para a areia. Na areia, eles conseguiram imobilizar o tubarão, remover o anzol que estava em sua boca, e cortar a linha. Após a remoção bem-sucedida do anzol, eles viraram o tubarão de costas (método que imobiliza o tubarão) e o arrastaram de volta para a água.

O fato ocorrido com o tubarão de Jansen Beach é um exemplo perfeito do terrível fenômeno de “captura acidental”. Todos os anos, milhões de animais marinhos como tubarões, golfinhos, baleias e tartarugas ficam emaranhados em redes e linhas abandonadas pela indústria da pesca comercial. Esse tubarão teve a sorte de encontrar pessoas boas que se arriscaram para salvá-lo, mas, infelizmente, isso não acontece com frequência. Compartilhe este artigo para aumentar a consciencialização sobre animais marinhos e lembre-se, se você vir um animal marinho em perigo, entre em contato com um profissional antes de entrar em ação. O que esse homem fez foi heroico, mas também muito perigoso, para ele e para o tubarão, portanto, evite fazer qualquer coisa sem a ajuda de um profissional.

Por Aleksandra Pajda / Tradução de Renata Tepedino

Fonte: One Green Planet


Nota do Olhar Animal: Matou os peixes menores e salvou o maior. O porte do animal parece ter relevância nas decisões do pescador sobre a vida e a morte dos animais, critério bastante incompreensível.

Os peixes: uma sensibilidade fora do alcance do pescador

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.