Homens tentam sequestrar gata, mas atropelam e deixam animal cego, em Goiânia, GO

Homens tentam sequestrar gata, mas atropelam e deixam animal cego, em Goiânia, GO
Homens tentam roubar gata, mas atropelam e deixam o animal cego em Goiânia (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

A gata Cristal de um ano e meio foi atropelada na manhã do dia 15 de junho, no setor Residencial Goiânia Viva, na capital goiana. A tutora Wanda da Silva acredita que os responsáveis pela crueldade tentaram sequestrá-la, não conseguiram e atropelaram o animal. Cristal segue em recuperação, mas está cega, porque seu globo ocular saiu do lugar devido a gravidade do acidente.

“Essa gata tem uma história. Eu perdi um filho faz quatro anos e fiquei muito mal. Uma amiga minha cria gatos dessa raça, Persa. Ela disse: ‘Quando minha gata der cria, vou te dar um filhote’, e ela me deu. A Cristal foi um presente que eu ganhei, ela me preencheu e me trouxe muita alegria”, disse Wanda.

Ela disse, também, que já tinham tentado roubá-la antes. Dessa vez, tudo aconteceu quando animal saiu de casa. Mesmo com uma tela em todo portão, a gata conseguiu abrir um pequeno buraco e ir para rua.

Uma vizinha de Wanda viu a gatinha dela caída no chão e a chamou. Ela relatou para a tutora que, quando saiu na rua, viu dois rapazes (um a pé e um de moto) saindo de perto da gata, que estava muito machucada. “Minha vizinha é muito idosa e não soube dizer direito o que aconteceu. Porém, acreditamos que eles tentaram roubá-la de novo.”

Desde então, Cristal ficou internada em uma clínica veterinária e precisou passar por uma cirurgia nos olhos. A dona do animal precisou pedir um cartão de crédito emprestado para pagar todos os procedimentos, mas não conseguiu deixar Cristal internada devido a falta de dinheiro. Cada dia de internação é R$ 120.

“Ela estava sendo alimentada por sonda. Agora eu assinei um termo de responsabilidade na clínica para tirá-la de lá e conseguir guardar um dinheiro para a próxima cirurgia da mandíbula, que foi quebrada em três lugares. Estou tentando alimentar, dar água e remédios aqui em casa”, desabafa.

Segundo Wanda, ela foi muito criticada por pedir ajuda para um animal de raça. “É chato a gente estar pedindo, pois ouvimos coisas que machucam a gente. Mas eu tenho fé, estou até fazendo faxinas e criei uma vaquinha virtual para conseguir ajudar a cristal”, disse. “Espero que esse caso mostre a responsabilidade das pessoas com animais de rua”, finaliza.

Cristal no dia que foi atropelada (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
Cristal no dia que foi atropelada (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

Por Laylla Alves, do Mais Goiás

Fonte: Mais Goiás

Gatos? Claro… mas por que de raça?

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.