IBAMA promove soltura de papagaios com até 30 anos de vida em cativeiro

IBAMA promove soltura de papagaios com até 30 anos de vida em cativeiro

Por Flávio Meireles

BR papagaio solturalj savet veterinara

A Superintendência do IBAMA no Piauí realizará na próxima sexta-feira (10) a soltura de 40 papagaios verdadeiros e o lançamento do projeto “Dá no pé, Louro” em Caxingó, cidade localizada 260 quilômetros ao Norte do estado. A medida faz parte de um projeto mantido em parceria com o Centro de Triagem de Animais Silvestres e o campus da Universidade Federal do Piauí em Parnaíba. As aves ganharão liberdade depois de 15 a 30 anos de cativeiro doméstico.

De acordo com o IBAMA, o projeto é pioneiro no Piauí e consiste na reintrodução monitorada de papagaios apreendidos por órgãos estaduais e federais de fiscalização. Após a apreensão, essas aves foram identificadas com anilhas metálicas numeradas, submetidos a exame para detecção de vírus e bactérias e treinadas em um corredor de voo construído nas dependências do IBAMA.

O IBAMA informa que devido à atrofia muscular causada pela inatividade resultante do cativeiro, houve a necessidade de um trabalho de reabilitação com estes animais que há muito tempo não voavam.

No período de 18 meses, correspondente a todas estas etapas, os papagaios receberam alimentos encontrados em ambiente selvagem, com a finalidade de promover uma adaptação alimentar. A medida foi tomada para que, no momento da reintrodução, estes animais reconheçam os elementos de sua dieta silvestre e dependam o mínimo da ajuda humana.

A penúltima etapa consistiu no transporte dos animais para estes viveiros instalados no interior da floresta, no município de Caxingó. Os dois viveiros foram equipados com ninhos artificiais, buscando estimular a reprodução. Houve, inclusive, nascimento de um filhote no período de treinamento. O “papagaiozinho” hoje tem dois meses de vida.

A última etapa, após a soltura, será o desenvolvimento de ações de Educação Ambiental para a comunidade e nas escolas de Caxingó e região, com o objetivo de disseminar conhecimento sobre a importância da conservação da espécie para a manutenção da biodiversidade e sobre a necessidade da participação de todos em projetos socioambientais.

Concurso

No dia 10 de abril, quando as aves serão liberadas e o lançamento do projeto “Dá no pé, Louro, também haverá um concurso de redação e desenho com alunos da rede municipal de ensino de Caxingó. Os seis trabalhos que melhor refletirem a temática serão premiados.

“As ações de Educação Ambiental terão continuidade com a realização de cursos e seminários nos municípios do entorno, com distribuição de kits educativos, cujo tema gerador será a fauna, com abertura para pensar a questão ambiental em sua complexidade, inclusive buscando instrumentalizar os discentes para participar do processo de gestão ambiental local”, argumenta a superintendente do IBAMA no Piauí, Luciana Maia.

Fonte: Cidade Verde

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.