Identificada mulher que jogou gato em casa onde havia cachorro de grande porte, em João Pessoa, PB

Identificada mulher que jogou gato em casa onde havia cachorro de grande porte, em João Pessoa, PB
Vídeo mostra mulher jogando gato por cima de muro para que ele seja atacado por cachorro, na PB. — Foto: TV Cabo BrancoReprodução

A mulher que jogou um gato por cima do muro de uma casa onde havia um cão de grande porte da raça pitbull foi identificada nesta terça-feira (2), pela Polícia Civil da Paraíba. Câmeras de segurança da residência, que fica no Castelo Branco, em João Pessoa, flagraram a mulher abandonando o animal na noite última segunda-feira (28). O cachorro atacou o gato, causando a morte do felino.
  
Equipes da Delegacia de Crimes Ambientais passaram a investigar o caso e conseguiram identificar e localizar a suspeita. Ela já foi intimada para prestar depoimento em inquérito instaurado na Delegacia e deve responder por prática de crimes de maus tratos contra animais previstos na Lei Nº 1.095/2019.
 
Vídeo: Mulher abandona gato dentro de uma casa e ele morre atacado por cachorro, em João Pessoa.

O vídeo que registrou o crime foi divulgado e teve repercussão em redes sociais. A mulher chegou ao local com o animal dentro de uma sacola e o arremessou pelo muro para a área externa de uma casa. Logo em seguida, o gato foi atacado pelo cachorro que estava no local.

A casa onde o gato foi jogado tem uma placa visível, indicando que ali mora um cachorro. A dona do imóvel disse em entrevista à TV Cabo Branco que essa já é a quarta vez que pessoas jogam gatos pelo muro da casa.

“As pessoas precisam se conscientizar. Essa situação não pode acontecer mais. É um constrangimento muito grande para a família. Os cachorros não têm culpa, eles estavam apenas agindo por instinto. Em qualquer casa isso pode acontecer. É cão de guarda”, disse a mulher.

Ela mesma divulgou as imagens da câmera de segurança nas redes sociais, como forma de apelo. “A gente precisa ter consciência de que são vidas e a gente tem que ter respeito pelos seres vivos e pelas pessoas ao redor”, disse.

Segundo a Lei Federal nº 9.605/98, abandonar ou maltratar animais é crime. A Lei Federal nº 14.064/20, sancionada em setembro de 2020, aumentou a pena de detenção para este tipo de ocorrência, que até então era de até um ano. Agora, a pena é de dois até cinco anos, multa e proibição da guarda, quando se tratar de cães ou gatos.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.