Idosa caiu e foi protegida dia e noite pelos cães abandonados que alimenta

Idosa caiu e foi protegida dia e noite pelos cães abandonados que alimenta

Uma mulher, de 84 anos, esteve várias horas caída e rodeada pelos cães abandonados que diariamente alimentava, em Lama, Barcelos. Vendo a “dona” no chão, não mais a largaram, noite e dia, protegendo-a de tal forma que não permitiram que ninguém se aproximasse. Foi preciso a intervenção das forças policiais para os meios de socorro chegarem à idosa, que não sofreu ferimentos.

Adelina Gomes reside em Famalicão, mas é proprietária de uma quinta no centro da freguesia da Lama, em Barcelos. No local, além de uma densa vegetação com silvas e mato, existe uma matilha que “cresce a olhos vistos”, acusam os vizinhos. Cães, que Adelina trata como seus.

Quinta-feira pela manhã, a mulher, como era hábito, dirigiu-se ao terreno para alimentar os animais, mas terá perdido o equilíbrio e caiu. Passou a noite ao relento rodeada pelos cães. “Não temos a certeza do número de animais, mas estamos a falar em 12 a 15”, contou ao JN fonte policial.

Ontem, e já depois de os filhos terem tentado contactar a idosa, a mulher foi vista caída na quinta. Mas ninguém se atreveu a entrar no espaço, com medo dos animais, que reagiam agressivamente.

Os militares não têm dúvidas de que a postura instintiva dos cães foi de “proteção à dona”.

Destacamento de intervenção

A GNR de Barcelos foi alertada às 14.45 horas e mobilizou para o local uma patrulha, mas só a ação do destacamento de intervenção, munido de escudos e bastões, conseguiu assustar e afugentar os animais e chegar à idosa, que foi retirada da quinta mais de duas horas depois do alerta. Não apresentava ferimentos, mas estava debilitada. Foi levada para o hospital de Barcelos para observação.

A Proteção Civil da Câmara e o veterinário municipal também foram chamados ao local. A mesma fonte garantiu que foi equacionada a possibilidade do uso de tranquilizantes nos animais, mas tal não se verificou, porque estes se afastaram da vítima, com o aproximar dos militares em bloco.

Até serem recolhidos para um canil, os cães irão permanecer no local. O caso vai ser reportado o Ministério Público

Meios mobilizados para o local. – Foto Olga Costa/jn

Por Olga Costa 

Fonte: Jornal de Notícias / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.