Idoso é multado em R$ 21 mil e preso em flagrante por maus-tratos a sete cachorros, em Lucélia, SP

Idoso é multado em R$ 21 mil e preso em flagrante por maus-tratos a sete cachorros, em Lucélia, SP
Homem é autuado em R$ 21 mil e preso por maus-tratos nesta terça-feira (11), em Lucélia (SP) — Foto: Polícia Ambiental

Um homem, de 62 anos, foi autuado em R$ 21,2 mil e preso em flagrante nesta terça-feira (11), por maus-tratos a sete cachorros e manter animal silvestre em cativeiro, em Lucélia (SP).

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, a equipe foi até um sítio no bairro Guataporanga prestar apoio ao policiamento territorial em uma ocorrência de maus-tratos a cães.

No local, constataram que sete cachorros apresentavam magreza excessiva e alimentação inadequada. Os animais das raças pitbull, border collie e sem raça definida, estavam em um ambiente insalubre e com espaço insuficiente para mantê-los.

Questionado pela Polícia Militar sobre os animais, o dono relatou que os utilizava para caça e os alimentava com resto de comida, alegando não ter condições para comprar ração.

Ainda durante fiscalização nas dependências do sítio, um animal híbrido da espécie javaporco foi encontrado mantido em cativeiro, sem autorização do órgão ambiental competente.

No local, ainda foi constatado que a carreta utilizada para o transporte dos cães era um produto de furto.

Uma carreta oriunda de furto também foi localizada na propriedade do homem — Foto: Polícia Ambiental
Uma carreta oriunda de furto também foi localizada na propriedade do homem — Foto: Polícia Ambiental

Prisão e multa

O homem, de 62 anos, foi autuado em R$ 21 mil por maus-tratos a animais domésticos. Além disso, ele também foi multado em R$ 200 por introduzir animal exótico no Estado de São Paulo, conforme artigo 26 da Resolução SIMA nº 05/2021.

O envolvido e os animais foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Lucélia, onde o delegado ratificou a voz de prisão em flagrante delito e o homem permaneceu à disposição da Justiça.

Os cachorros foram apreendidos e depositados no canil municipal. Já o javaporco foi apreendido e deixado com o infrator por não haver local autorizado e adequado para a destinação.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.