Idoso é preso fazendo sexo com cachorro

Idoso é preso fazendo sexo com cachorro

Moradores afirmam que o idoso já fez isso várias vezes, em locais públicos, e na frente de crianças.

Por Marcio Camilo

MT varzeagrande 2569 0 gr

Um idoso foi preso, acusado de crueldade contra animais, por fazer sexo com um cachorro. O fato aconteceu nesta quinta-feira (11), no bairro Lagoa do Jacaré, região do Parque do Lago, Várzea Grande, MT. De acordo com os moradores, não é primeira vez que o idoso fez isso e costumava manter relação sexual com o animal em locais públicos, na presença de crianças.

O idoso foi denunciado por um vizinho que presenciou a cena. Ele foi pego no flagra em sua residência, que é um barraco, fazendo sexo com o cachorro, que provavelmente é seu bicho de estimação.

“As crianças já tinham me falado, mas dessa vez eu mesmo presencie o fato e chamei a polícia. Além de ser uma violência contra o animal expõem crianças pequenas, pois o senhor costumava se relacionar com cachorro em locais público, meu filho de 13 anos já presenciou isso”, disse o vizinho do idoso.

A delegada da Delegacia do Meio Ambiente (Dema), Maria Alice, ficou surpresa com a situação e disse que casos como esse nunca chegaram à delegacia. “Em um ano e meio que estou atuando na delegacia nunca presencie algo parecido”.

Ela ressaltou que o Boletim de Ocorrência do fato ainda não chegou à Dema, mas assim que chegar o senhor será responsabilizado criminalmente.

Nisso, ele pode se enquadrar em dois tipos de crime: “maus-tratos contra animais” e “ato obsceno”.

No caso de maus tratos, a pena pode variar de três meses a um ano de prisão, além da multa. O delito se enquadra na lei 9.605/98, artigo 32 – “Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”.

A mesma pena se aplica para as pessoas que cometem ato obsceno em local público (detenção de três meses a um ano, ou multa). O crime se enquadra no artigo 233 do Código Penal Brasileiro.

A delegada Alice destacou ainda que os casos mais comuns de maus tratos a animais são: abandono ou deixar o bicho sem comida. Ela não soube precisar a quantidade de ocorrências durante o ano, mas garantiu que os casos são frequentes em Cuiabá.

Fonte: O Documento

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.