Imagem capta grupo de cães esperando pacientemente ao lado do corpo de um cervo morto em incêndio florestal

Imagem capta grupo de cães esperando pacientemente ao lado do corpo de um cervo morto em incêndio florestal

Por Aisling Maria Cronin / Tradução de Alice Wehrle Gomide

No dia 17 de agosto – conforme incêndios devastavam Kamiah, em Idaho, EUA – uma família de cães praticou um impressionante gesto de respeito para com um cervo morto que foi vítima do fogo. Eles foram encontrados por Louis Armstrong, um residente de Kamiah, que estava checando a condição dos 300 acres de sua família após o fogo ter devastado a área.

Após ter notado o comportamento incomum dos cães de seu vizinho, ele se emocionou e tirou esta foto deles.

Armstrong foi checar os cães durante o dia e disse que eles “ficaram até escurecer, espantando pessoas e predadores potenciais”. O motivo pelo qual os cães sentiram a necessidade de guardar o corpo do cervo é um mistério – talvez eles quisessem mostrar alguma solidariedade para com este animal pequeno e vulnerável, morto por um evento aterrorizador que estava além de seu controle? Isso certamente mostra que quando falamos sobre as vidas emocionais dos não humanos, ainda há muito que não entendemos.

Infelizmente, animais selvagens são, mais que frequentemente, as vítimas esquecidas quando um incêndio florestal ocorre. Ali Crumpacker, diretor do The Fund for Animals Wildlife Centre (FAWC – Fundo pelo Centro dos Animais Selvagens) explica: “Há muito pouco que os agentes de emergência possam fazer pelos animais selvagens enquanto o fogo ainda está queimando. Essas criaturas são naturalmente desconfiadas e têm medo dos humanos e, com o caos adicional do fogo, eles ficam frenéticos e desesperados para encontrar um local seguro e pararem de fugir. Com o fogo fazendo com que eles saiam dos seus esconderijos, animais selvagens correm em direção às mangueiras, sirenes e ruas. Os obstáculos os mandam de volta para as chamas até que eles decidam uma direção para ir, tudo isso enquanto tentam correr até a fronteira entre terra cultivada por humanos e a selva em chamas. Na hora em que eles param, se eles conseguiram sair e sobreviver, os animais estão desidratados e exaustos. Muitos têm problemas com a inalação de fumaça e alguns terão queimaduras. Tudo está fora do lugar”.

A Sociedade Humanitária dos EUA (HSUS) preparou um guia útil para encontrar um centro de reabilitação de vida selvagem em sua região, então se você encontrar um animal selvagem que precisa de ajuda – por causa de um incêndio florestal, ou qualquer outra razão – confira esse guia. Você também pode checar o catálogo Animal Rescue Hotline do One Green Planet.

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.