Imagem de gorila com homem corajoso que se dedica a protegê-lo irá tocar seu coração

Imagem de gorila com homem corajoso que se dedica a protegê-lo irá tocar seu coração
Fotos: Virunga National Park

Nosso planeta está rapidamente chegando ao seu sexto evento de extinção em massa. Um evento de extinção em massa é classificado como o desaparecimento de 75 por cento da biodiversidade da Terra dentro de um período de três a 23 séculos. Um relatório recente feito pela World Wildlife Fund (WWF) e pela Sociedade Zoológica de Londres revelou que 58 por cento da vida selvagem do nosso planeta desapareceu somente nos últimos quatro séculos, principalmente devido às atividades humanas. Uma atividade humana que levou ao declínio de incontáveis espécies animais é o comércio ilegal de animais selvagens, que tem como alvo animais ameaçados de extinção ao redor de todo o planeta para que sejam usados como alimento, produtos medicinais, adereços decorativos, e até mesmo animais de estimação.

Elefantes africanos vêm sendo particularmente atingidos pela caça ilegal. Os caçadores alvejam esses animais pelas suas presas de marfim, que podem alcançar preços muito altos, e são frequentemente usados para fazer ornamentos. Tragicamente, os elefantes africanos estão morrendo em uma velocidade catastrófica devido à proliferação de gangues de caçadores através do continente. Cerca de 100 desses animais são mortos somente pelo marfim a cada dia. Entre 2012 e 2015, mais de 103.000 elefantes foram mortos por caçadores. A África agora já perdeu 60 por cento de sua população de elefantes. Muitos especialistas em conservação temem que os elefantes africanos possam se tornar extintos até o ano de 2025 se esta tendência continuar.

Enquanto isso, uma média de três rinocerontes é morta pelos seus chifres em somente um dia. Os rinocerontes de Java foram declarados extintos em 2011, enquanto que os rinocerontes ocidentais negros sofreram o mesmo destino em 2013. As subespécies de rinocerontes negros e de Sumatra estão atualmente classificados como “criticamente ameaçados” pela União Internacional pela Conservação da Natureza (ICUN). Seguindo a morte de Nola – um dos somente quatro rinocerontes brancos restantes – em novembro de 2015, as perspectivas para esta subespécie estão parecendo extremamente sombrias. Gorilas, leões, e muitas outras espécies africanas também correm risco de se tornarem extintos nas próximas décadas, conforme seu habitat diminui cada vez mais e suas vidas são consideradas sem valor por aqueles que querem ganhar dinheiro vendendo as partes de seus corpos.

O Parque Nacional Virunga é um dos muitos parques nacionais e reservas naturais na linha de frente da luta para salvar os animais ameaçados da África. Este parque, localizado na República Democrática do Congo, foi o sujeito de um documentário indicado ao Oscar que expôs a verdadeira escala da crise da caça na África e exibiu a dedicação abnegados guardas florestais dos parques, que frequentemente arriscam suas próprias vidas para proteger os animais que estão sob seus cuidados. Este parque também é o lar do renomado Senkwekwe Center, a única instalação no mundo que cuida de gorilas da montanha órfãos.

Esta foto mostra um jovem gorila da montanha chamado Matabishi com Mathieu, um cuidador do centro de resgate. O amor e a confiança óbvios entre os dois é um testamento dos incríveis esforços dos funcionários do parque Virunga.

congo_imagem_gorila_extincao_homem_corajoso_protecao_2

Esta linda fotografia foi compartilhada por uma página no Facebook chamada My Dream for Animals (Meu Sonho para os Animais), que disse: “O Centro Senkwekwe está localizado em uma área que foi dizimada pela guerra, e é a única instalação no mundo que cuida dos gorilas de montanha órfãos. Os residentes de lá foram vitimados por caçadores ou traficantes de animais e, como a maioria dos animais órfãos, provavelmente testemunharam os membros de sua família sendo assassinados. Por favor, considere ajudá-los em sua missão”.

Felizmente, há sinais de que os esforços extenuantes do Virunga contra a caça estão funcionando! As populações do gorila da montanha e dos hipopótamos no parque estão subindo, enquanto que a caça de elefantes está caindo. Para saber mais sobre como sua doação será usada pelo Virunga, e como fazer sua doação, clique aqui.

Por Aisling Maria Cronin / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: One Green Planet 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.