Imagens fortes: cabeças e corpos de cachorros são encontrados dentro de contêiner

Imagens fortes: cabeças e corpos de cachorros são encontrados dentro de contêiner
Os restos dos animais estavam no meio do lixo | Foto: Divulgação

Moradores da região oeste de Rosário, na Argentina, foram surpreendidos na manhã de quarta-feira (4) pela descoberta de cerca de trinta esqueletos e crânios de cães que aparentemente foram abatidos. Os corpos estavam empilhados dentro de um recipiente de resíduos e escondidos entre os sacos de lixo.

A mulher, que encontrou os corpos dos cachorros, acredita que, devido à maneira como os restos foram dissecados, eles foram comercializados para consumo humano. “Eles estavam parecidos quando a gente cozinha galinha. Eles aproveitaram cada pedaço de carne, o que nos fez presumir que algum comerciante local usou para fazer carne picada ou milanesa “, disse.

Os corpos estavam empilhados dentro de um recipiente de resíduos | Foto: Divulgação
Os corpos estavam empilhados dentro de um recipiente de resíduos | Foto: Divulgação

Conforme o Ministério Público da Acusação (MPA), o responsável pelo ato pode ser enquadrado no contexto da lei 14.346, que estabelece penalidades para aqueles que maltratam ou fazer vítimas de atos de crueldade os animais.

A Lei 14.346, de proteção animal, foi promulgada em setembro de 1954 pelo Congresso Nacional e propõe a defesa e proteção das espécies animais, punindo abusos e maus-tratos.

No primeiro artigo determina-se que qualquer pessoa que realize esse tipo de prática pode receber quinze dias a um ano de prisão, dependendo da gravidade do fato.

Fonte: Em Tempo


Nota do Olhar Animal: Não há rigorosamente diferença moral alguma entre esquartejar cachorros e fazer o mesmo co bois, porcos e galinhas. Em todos os casos está se violentando o interesse mais básico de um ser senciente, que é o interesse em viver.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.