Implantação de microchips em cães e gatos inicia hoje em Concórdia, SC

Implantação de microchips em cães e gatos inicia hoje em Concórdia, SC
Implantação de microchips em cães e gatos inicia hoje (Foto: Reprodução Internet)

A Secretaria Municipal de Saúde, dando continuidade ao plano de ação para defesa e proteção da população de animais de estimação do município de Concórdia, iniciou na terça-feira, dia 8 de novembro, a microchipagem nos animais domésticos (cães e gatos). A implantação dos microchips inicia pelos animais cadastrados no Bairro Nova Brasília, em forma de mutirão, das 13h às 17h, no Centro Comunitário. A população do Bairro que comprovar renda familiar de até três salários mínimos mensais, terá seu animal microchipado de forma gratuita.

Conforme explica a responsável da Vigilância Sanitária, Anelise Gross, essas ações visam a proteção e o bem estar animal, o que por consequência evita que animais transmitam doenças à população, garantindo a permanência da saúde pública. “O controle de animais domésticos através da microchipagem, vai contribuir para harmonizar a relação entre a população humana, os animais domésticos e o meio ambiente, com o objetivo de minimizar o risco de ocorrência de agravos à saúde humana e animal”, comenta a responsável.

Anelise esclarece ainda, que posteriormente serão agendados outros mutirões de implantação dos microchips, nos demais bairros da cidade. No dia 8, no momento da implantação, os proprietários deverão levar seus cães e gatos, apresentando os documentos pessoais, comprovante de renda e comprovante de residência.

A microchipagem é uma técnica que permite a identificação de um animal doméstico, como cães e gatos, por meio de um dispositivo eletrônico (microchip). Este dispositivo é implantado sob a pele do animal de forma rápida e sem dor. Os principais objetivos são de garantir a tutela responsável de animais domésticos e facilitar a localização dos donos nos casos de animais perdidos.

Em Concórdia a implantação dos microchips é regulamentada pela Lei nº 4.874, de 13 de junho de 2016. De acordo com a legislação, a microchipagem é obrigatória para cachorros, e gatos. As pessoas de baixa renda, apresentando a documentação probatória, terão a disponibilização gratuita da implantação do microchip pelo Poder Público Municipal. Os demais proprietários têm o prazo de dois anos para providenciar de forma particular o registro eletrônico de seus animais.

Por Luan de Bortoli (com informações da Assessoria Prefeitura)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.