Implicações éticas, ambientais e nutricionais do consumo de leite bovino – uma abordagem crítica

Curso ministrado pela Dr. phil. Sônia T. Felipe nos auditórios do Centro de Ciências da Educação e Centro de Filosofia e Ciências Humanas – UFSC – 03/05/13 a 28/06/13.

APRESENTAÇÃO

O curso “Implicações éticas, ambientais e nutricionais do consumo de leite bovino – uma abordagem crítica”, apresenta, em oito sessões presenciais, os dados, informações e reflexões sobre a extração do leite bovino e seu consumo por humanos, enfocando os aspectos éticos relativos ao sofrimento animal, os ambientais relativos ao consumo de grãos, cereais e água potável que constituem a dieta à qual as vacas são submetidas para melhor eficiência na secreção de leite, bem como o montante gás metano expelido na atmosfera e de excrementos deixados sobre o planeta como resultado dessa ingesta. O curso aborda ainda a literatura médica contrária ao consumo de leite por humanos em qualquer idade e apresenta os resultados das pesquisas que associam grande parte das doenças crônicas e muitas mazelas humanas ao consumo de leite bovino. As oito palestras deste curso estão disponibilizadas aqui, no Olhar Animal:

  1. Ética animalista
  2. O sofrimento das vacas e vitelos
  3. Devastação alimentar e ambiental
  4. Galactopoese – a natureza do leite
  5. Malefícios do leite bovino para a saúde humana – parte 1
  6. Malefícios do leite bovino para a saúde humana – parte 2
  7. O poder galactífero ao redor do mundo
  8. Princípios da ética vegana abolicionista

JUSTIFICATIVA

Desde a década de 70, do século XX, médicos pediatras e cientistas voltados à pesquisa do leite têm publicado, nos países de língua inglesa, livros alertando os consumidores sobre o ônus imposto à saúde humana em função da ingestão de leite bovino. Essa literatura nunca foi traduzida no Brasil, com exceção do livro de Robert Cohen, Leite – alimento ou veneno?

Ao mesmo tempo, e com igual ênfase, filósofos animalistas descrevem desde então o sofrimento ao qual as vacas são submetidas quando usadas como máquinas leitíferas no sistema de extração do leite ao redor do mundo, e ao qual, por sua vez, os bezerros nascidos no sistema de extração do leite são submetidos para produção da carne de vitela. As implicações éticas do manejo das vacas e vitelos estão fartamente descritas e tratadas nos livros mundialmente conhecidos de Peter Singer, John Robbins e Collin Campbell. Desses três autores, apenas os livros de Peter Singer foram traduzidos até agora em nosso país.

Apesar da vasta bibliografia crítica disponível em inglês, no Brasil os estudantes de todas as áreas acadêmicas se tornam profissionais e começam a exercer sua função sem jamais terem ouvido uma palestra sequer sobre os danos que a extração do leite causa às vacas, a devastação de alimentos dados a elas, a montanha de excrementos que essa ingestão forçada de grãos e cereais acaba por deixar como lastro de um consumo que há muito tempo deixou de ser ético, e os malefícios à saúde humana, associados ao consumo do leite bovino, tais quais o diabetes tipo 1, a calcificação das artérias, a obesidade, e distúrbios mentais como o agravamento do autismo e da esquizofrenia, as explosões de violência entre os jovens, e a adicção aos opioides contidos no leite, entre dezenas de outros.

O curso “Implicações éticas, ambientais e nutricionais do consumo de leite bovino – uma abordagem crítica” oferece aos estudantes, pesquisadores e ativos defensores dos animais, dados e informações coletados por uma década dessa extensa bibliografia inglesa, canadense, neozelandesa e norteamericana, desmistificando ao mesmo tempo a necessidade do consumo de leite bovino para a preservação da saúde humana, e apontando os danos que tal hábito causa aos animais, ao planeta e à própria saúde humana. Se 70% dos brasileiros são intolerantes ao leite, sua ingestão implica em distúrbios que não se restringem à má digestão, mas representam prejuízo ao rendimento escolar na infância, e à saúde geral na juventude e vida adulta.

Cada indivíduo deve estar munido de informações sobre a natureza e os malefícios do consumo de certos alimentos, para que possa tomar decisões saudáveis e, no caso do exercício de certas profissões, para que possa orientar apropriadamente os demais e seus filhos no que respeita à adoção de uma dieta baseada no leite e nos laticínios.

OBJETIVOS

O Curso Implicações éticas, ambientais e nutricionais do consumo de leite bovino – uma abordagem crítica teve como objetivo repassar ao público de estudantes e pesquisadores de todas as áreas dados quantitativos da extração e consumo de leite, informações médicas e reflexões filosóficas relativos à questão da extração do leite e da dependência nutricional à qual boa parte dos humanos está submetida. O curso visou fornecer dados para fomentar o debate sobre a responsabilidade individual e institucional em relação à saúde animal, à preservação ambiental e à saúde humana, implicadas na dieta baseada em leite e laticínios.

BIBLIOGRAFIA

1. BARNARD, Neal (1993). Food for Life: How the New Four Groups Can Save Your Life. New York: Three Rivers Press,

2. BARNARD, Neal (1998). Foods That Fight Pain. New York: Three Rivers Press.

3. BARNARD, Neal (2003). Breaking the Food Seduction: The Hidden Reasons Behind Food Cravings and 7 Steps to End Them. New York: St. Martin’s Griffin.

4. CAMPBELL, T. Colin and CAMPBELL, Thomas M. (2006). The China Study. Dallas, Texas; Benbella Books.

5. CAMPBELL, T. Collin; ESSELSTYN, Caldwell B. (2011). Forks over Knives: the Plant-based Way to Health. New York: The Experiment.

6. COHEN, Robert (1998). Milk: The Deadly Poison. Englewood Cliffs, NJ: Argus.

7. COHEN, Robert (2001). Milk A-Z. Englewood Cliffs, NJ: Argus Publishing.

8. COHEN, Robert (2005). Leite: alimento ou veneno? São Paulo: Ground.

9. ESSELSTYN, Caldwell B. Jr (médico) (2007). Prevent and Reverse Heart Disease : The Revolutionary, Scientifically Proven Nutrition-Based Cure. New York: Avery.

10. FELIPE, Sônia T. (2012). Galactolatria: mau deleite. São José: Ed. autora, 302 p.

11. FELIPE, Sônia T. (2012). Passaporte para o mundo dos leites veganos: receitas. São José: Ed. da autora.

12. KEON, Joseph (2010). Whitewash: The Disturbing Truth About Cow’s Milk and Your Health. Canada: New Society Publishers.

13. MCDOUGALL, John A. (2006). Digestive Tune-Up. Summertown, Tennessee.

14. OSKI, Frank A. (1995). Don’t Drink Your Milk!: New Frightening Medical Facts About the World’s Most Overrated Nutrient. 9th ed., Brushton, NY: TEACH Services (Primeira edição em 1977, em 2011 estava na 16ª edição).

15. PLANT, Jane A. (2000). The No-Dairy Breast Cancer Prevention Program: How one scientist’s Discovery Helped Her Defeat Her Cancer. New York: Thomas Dunne Books.

16. ROBBINS, John (1987). Diet for a New America: How Your Food Choices Affect Your Health, Happiness, and the Future os Life on Earth. Walpole, NH: Stillpoint.

17. ROBBINS, John (2001). The Food Revolution: How Your Diet Can Help Save Your Life and Our World. Conari Press.

18. SCHMID, Ron (2009). The Untold Story of Milk: the History, Politics and Science of Nature’s Perfect Food: Raw Milk From Pasture-Fed Cows. Washington, DC: NewTrends Publishing.

19. SCHMIDT, Michael A. (1997). Brain-building Nutrition: How Dietary Fats and Oils Affect Mental, Physical, and Emotional Intelligence. Berkeley, CA: Frog Books.

20. SIMONTACCHI, Carol (2007). The Crazy Makers: How the Food Industry Is Destroying Our Brains and Harming Our Children. New York: Jeremy P. Tarcher/Penguin Group.

21. WOODFORD, Keith (2007). Devil in the Milk: Illness, Health, and the Politics of A1 and A2 Milk. White River Junction: Chelsea Green Publishing.

 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.