Incêndio em celeiro causa mortes em santuário de animais de fazenda perto de Chatham-Kent, no Canadá

Incêndio em celeiro causa mortes em santuário de animais de fazenda perto de Chatham-Kent, no Canadá
A Charlotte's Freedom Farm publicou esta foto do celeiro queimado em seu Facebook na quinta-feira. Foto: Charlotte's Freedom Farm/Facebook

No início da manhã do dia 02, Bernard, o burro, gritou aflito para alertar a equipe da Charlotte Freedom Farm, em Chatham-Kent, de que um de seus celeiros estava em chamas.

O incêndio no celeiro, que ocorreu logo após a meia-noite, foi visto por um membro da equipe que acordou com os gritos de Bernard. Quando o funcionário chegou ao local, Bernard estava envolto em chamas e, para pelo menos sete animais presos lá dentro, já era tarde demais.

“Definitivamente foi um dia difícil”, disse Meaghan Marton, que trabalha como voluntária na fazenda há dois anos. “Ficar lá em frente ao celeiro e ver o que costumava ser e o que é agora, é muito comovente”.

Marton disse que várias equipes de bombeiros chegaram ao local para controlar o incêndio.

Apesar de que a maioria dos animais conseguiu sair ilesa, a proprietária da Charlotte Freedom Farm, Lauren Edwards, disse à CBC News em uma mensagem que um cachorro, um pônei de um ano e cinco gatos morreram. Ela também disse que eles ainda procuram alguns patos e galinhas desaparecidos.

Meaghan Marton, voluntária da Charlotte’s Freedom Farm, disse que foi um dia muito difícil e comovente. Foto: Jennifer La Grassa/CBC

Marton disse que um porco e um galo também sofreram pequenas queimaduras.

Todos são animais de fazenda resgatados e foram reabilitados após sofrerem maus-tratos ou negligência.

O dano financeiro exato ao celeiro é desconhecido no momento, mas pode estar na casa de centenas de milhares de dólares, disse Edwards.

Embora o celeiro seja irrecuperável, Marton disse que seu foco está nos animais que eles perderam.

“Um celeiro pode ser reconstruído, a perda dos animais é algo que não tem volta”.

Naquele dia, Marton e outros voluntários trabalharam para limpar os escombros deixados para trás e garantir que os animais deslocados tenham outras acomodações para dormir.

“Eu sei que nossos voluntários ficaram realmente tristes ao ouvirem sobre isso, porque dedicam muito de seu tempo e de seu coração a isso e sabem o quanto você se sente tão desamparado em uma situação como essa”, disse Marton. “No geral, tem sido algo realmente difícil, de partir o coração e devastador”.

A Charlotte’s Freedom Farm, anteriormente localizada em Comber, Ontário, fora de Lakeshore, mudou-se recentemente para a região de Chatham-Kent em maio.

Embora parte do espaço no local de Chatham-Kent tenha sido recentemente construído pelo pessoal da fazenda, o celeiro que pegou fogo foi apenas reformado com novas baias, disse Marton.

A fazenda Charlotte’s Freedom Farm publicou esta mensagem no Facebook na última quinta-feira, depois que um de seus celeiros foi destruído por um incêndio. Foto: Charlotte’s Freedom Farm/Facebook tra

A causa do incêndio é desconhecida, e uma investigação pela polícia de Chatham-Kent está em andamento.

A fazenda fez uma publicação em sua página do Facebook na última quinta-feira esclarecendo que “um eletricista foi ao local para garantir que tudo estava seguro antes mesmo de colocarmos animais na propriedade”. Continuou dizendo que nada estava conectado às tomadas do celeiro na noite anterior.

Um item sentimental que se perdeu foi uma grande pintura de sua cabra Aspy, que foi a primeira cabra da fazenda em uma cadeira de rodas. A cabra é importante para a fazenda. Marton disse que é vista como um anjo protetor dos animais e ficou triste ao ver que o fogo também destruiu a obra de arte.

“Ocorrerão muitas reconstruções, não apenas de estruturas, mas também para os animais e para nossos corações”, disse Marton.

Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: CBC News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.