Indignação na Tailândia: jovem é preso por abusar sexualmente de uma égua

Indignação na Tailândia: jovem é preso por abusar sexualmente de uma égua
Indignação na Tailândia: jovem é preso por abusar sexualmente de uma égua.

Um estudante norte-americano de 18 anos, Steven Lee Snyder, foi preso na ilha tailandesa de Phuket por supostamente abusou sexualmente uma égua prenha. O incidente chocou a comunidade local e destacou a necessidade de proteger os animais de abusos.

O ocorrido

O aluno foi flagrado mexendo na égua
O aluno foi flagrado mexendo na égua

Snyder foi flagrado por câmeras de segurança mexendo na égua, chamada Angun, em duas ocasiões: em 5 de fevereiro e 10 de março.

Os proprietários do estábulo, Chatcharoj Lek-Awut e Prapada, descobriram o ataque no dia 10 de março, quando encontraram a égua em estado de angústia.

Eles apresentaram uma queixa à polícia e à Fundação Watchdog Tailândia, o que levou à prisão de Snyder.

Investigação e Evidência

A polícia revisou imagens de câmeras de segurança, que mostram Snyder segurando um celular em uma das mãos enquanto toca os órgãos genitais do animal com a outra.

Angun, a égua prenha, sofreu danos na vagina como resultado do ataque.

Reações

Prapada, dona do estábulo, manifestou esperança de que Snyder receba ajuda e não tenha mais contato com cavalos.

O tenente-coronel Yuthaphon Watthaseth, da delegacia de polícia de Thalang, afirmou que Snyder deverá se reunir com os proprietários de Angun para discutir uma possível compensação.

Consequências

Este incidente causou consternação generalizada na comunidade local e destacou a importância de proteger os animais do abuso e da crueldade.

Espera-se que este caso sirva de precedente para futuros casos de abuso de animais na Tailândia.

Por Luis Fuente/ Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: La Verdad Noticias

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.