Indignação nas redes sociais: ônibus atropela cachorro no centro de Barbacena, MG

Indignação nas redes sociais: ônibus atropela cachorro no centro de Barbacena, MG

Um vídeo que circula pelas redes sociais flagrou o momento exato em que um ônibus da empresa Cidade das Rosas atropela um cachorro no Centro de Barbacena.

O fato aconteceu na tarde do último sábado (12/12), por volta das 16h, no cruzamento entre a Avenida Bias Forrtes e a rua Francisco Sá, quando um ônibus que faz a linha Nove de Março atingiu um cachorro que estava atravessando a rua sobre a faixa de pedestre.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por flagrantebq (@flagrantebq)

Segundo informações, o animal fora apelidado de Marronzinho pelos moradores e comerciantes do local, e constantemente era visto na região.

De acordo com Tânia Falcão, da Associação Barbacenense de Proteção aos Animais (Abpa), é preciso esperar a decisão da Justiça quanto ao caso. “É lógico que nós temos que esperar a Justiça. A gente não pode estar adiantando aquilo que a Justiça vai resolver. Mas, a princípio, nós todos, não só a Abpa, nós protetores de animais, nós ficamos muito revoltados por que  os animais já vivem na rua, eles não tem dono, são os protetores independentes que cuidam deles, tratam, dão remédio, levam no veterinário, fazem campanhas e campanhas para poder conseguir comprar remédio para eles. São animais limpos, são animais já castrados, são animais que não avançam mais em ninguém. Raramente se ouve que um animal atacou alguém, principalmente esses do Centro… Então, eu acho que o Poder Público tem a obrigação  com esses animais de acordo com a Constituição. Então deveria haver, sim, um lugar adequado para eles, para que eles fiquem, para que sejam bem olhados, bem tratados e colocados para doação. Por que o animal tem que ser doado, ele precisa ter um lar, uma família, alguém que cuide dele.”, observou Tânia.

Sobre o caso específico de Marronzinho, Tânia falou sobre a revolta e observou “um cachorro de rua, ele atravessou na faixa. Ele não tem nem obrigação de atravessar na faixa, ele não tem esse conhecimento. Mas coincidentemente ele atravessou na faixa, e é um cachorro grande. Era um cachorro grande. Como é que o motorista não viu? Como não o viu? Como? E se fosse uma criança, ele também não veria? Passaria por cima? E se fosse uma pessoa anã? Passaria por cima? Então assim, a revolta é geral. Realmente já foi feito o B.O. (boletim de ocorrência) pelas protetoras. Vamos  seguir com isso aí. A Abpa, nesse ponto, se pociona a favor de todos os protetores.”

De acordo com o B.O. a que teve acesso a equipe da Folha de Barbacena (FB), o motorista do ônibus não teria parado e nem mesmo retornado para dar assistência ao animal. Há ainda relatos, no mesmo documento, de que a velocidade do ônibus seria incompatível com a via.

A FB entrou em contato por diversas vezes com a empresa Cidade das Rosas, solicitando um posicionamento oficial quanto ao caso, mas até o fechamento desta matéria não havia recebido nenhuma Nota Oficial.

Vale ressaltar que no último dia 29/11, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou uma lei que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.

Uma manifestação está sendo organizada para o próximo sábado (19/12), às 9h, na Praça dos Andradas, em prol de Marronzinho.

O vídeo do atropelamento, com imagens fortes, pode ser conferido no perfil do Flagrante BQ no Instagram através do link https://www.instagram.com/p/CItq-LnHD3N/

Fonte: Folha de Barbacena

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.