Investigação secreta revela maus-tratos e abate em massa por trás da indústria da corrida de cavalos na Austrália

Investigação secreta revela maus-tratos e abate em massa por trás da indústria da corrida de cavalos na Austrália

A indústria da corrida de cavalos é absolutamente horrível. Recentemente, foi revelado que um treinador “campeão” de cavalos na Austrália era acusado de crueldade animal, desvendando a realidade obscura por trás do glamour do “esporte”. Os cavalos nessa indústria são reproduzidos de forma perigosa para ter determinados tipos corporais que permitem que eles atinjam certas velocidades, mas que não são saudáveis para eles. Eles recebem drogas que aumentam a performance e são forçados a passar por procedimentos cruéis como escoramento. Então, quando não são mais úteis ou lucrativos, são enviados para os matadouros.

O site australiano de notícias ABC fez uma investigação secreta para descobrir a verdade sobre o abate de cavalos. O que descobriu em um matadouro australiano foi completamente devastador, e algo que acredita-se irá abalar a indústria da corrida de cavalos.

Conforme o site descreveu: “A visão obtida pelo ABC também mostra funcionários de matadouros torturando os animais antes de matá-los. As câmeras escondidas gravaram cavalos ao serem agredidos e maltratados, golpeados na cabeça repetidas vezes e mortos de uma maneira ineficaz. Outros levam chutes e choques elétricos enquanto confinados no compartimento da morte. Um funcionário pode ser visto a bater várias vezes um portão em um grupo de cavalos, outro agride os cavalos com uma mangueira”. 

Em contradição direta à informação dos líderes da indústria da corrida de cavalos que alegam que não mandam os cavalos para matadouros, o ABC soube que “cerca de 300 cavalos de corrido passaram pelo Matadouro Meramist em somente 22 dias.

Em uma reviravolta revoltante e horrível que combina duas cruéis indústrias de corrida de animais, a investigação também confirmou que, enquanto parte da carne oriunda de matadouros de cavalos era vendida para consumo humano, a loja Luddenham Pet Meat fornece carne de cavalo moída para a indústria da corrida de galgos.

Grandes eventos de corrida de cavalos estão para acontecer na Austrália, como a Copa Melbourne e a Everest, então será interessante ver como a indústria irá lidar com essas descobertas. Mas a boa notícia é que a investigação já está gerando resultados positivos. De acordo com o ABC, “O ministro da agricultura direcionou funcionários de biossegurança para investigarem as alegações de crueldade animal no Matadouro Meramist”.

Se esta investigação te inspira a agir contra os horrores da indústria da corrida de cavalos, assine esta petição que exige o fim da corrida de cavalos na Austrália!

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR A PETIÇÃO.

Por Sharon Vega / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.