Irmãs presas por maus-tratos a 200 gatos saem da cadeia, em Cotia, SP

Irmãs presas por maus-tratos a 200 gatos saem da cadeia, em Cotia, SP
Os animais eram maltratados nesse local

As duas irmãs presas por maus-tratos a mais de 200 gatos foram soltas na manhã desta quarta-feira (3) durante a audiência de custódia.

As suspeitas foram detidas em flagrante quando agentes da Guarda Civil Municipal de Cotia, na região metropolitana de São Paulo, encontraram os animais abandonados em uma casa repleta de fezes.

Os guardas haviam sido chamados para uma ocorrência de furto, acionado pelo sistema de monitoramento de uma escola da região.

Ao chegar ao local, os agentes viram uma escada encostada em um muro que dava acesso ao terreno ao lado, de onde vinha um cheiro forte. Quando entraram nesse segundo imóvel, encontraram três homens que tentavam furtar a casa.

Em seguida, os agentes foram atrás do motivo do cheiro forte e encontraram mais de 200 gatos trancados na residência. Apesar de terem ração à disposição, os felinos andavam sobre os próprios dejetos.

As proprietárias do imóvel e responsáveis pelos gatos foram presas em flagrante. Elas afirmam que herdaram os animais da mãe, morta recentemente, e não sabiam o que fazer com eles.

Em nota, a Prefeitura de Cotia informa que o setor de zoonoses da cidade foi ao local para resgatar os animais e levá-los a um abrigo credenciado. Eles não estavam castrados nem vacinados.

Fonte: VER-O-FATO

Protetor não é acumulador: cuidado com essa construção especista!

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.