Itabirito, MG: moradores denunciam envenenamento de cães e gatos em lar temporário no Portões

Itabirito, MG: moradores denunciam envenenamento de cães e gatos em lar temporário no Portões
Maria Rosinha (esquerda) e Oxossi (direita) foram mortos - Foto: Protetores Independentes de Itabirito

Há algum tempo, moradores do bairro Portões enfrentam problemas com o envenenamento dos animais que eram de rua, mas que foram resgatados e acolhidos em uma residência.

Silvana Assunção, membro do Protetores Independentes de Itabirito, grupo que oferece lar temporário para os animais resgatados até que sejam adotados, denunciou ao Radar Geral que nos últimos meses dois gatos foram encontrados mortos, suspeitando-se de envenenamento.

No dia 7 de maio, Silvana relatou que Olívia, uma cadela da casa, foi encontrada morta por envenenamento no pátio onde os animais costumam brincar durante o dia. No dia seguinte, outros dois cachorros, Maria Rosinha e Oxossi (filhote de Olívia), também morreram devido à mesma causa.

O local onde os animais ficam não possui câmeras de segurança, levantando a suspeita de que alguém esteja jogando comida envenenada por cima do portão.

Silvana expressou sua tristeza diante da situação de abandono animal na cidade, destacando que muitos filhotes, cadelas, e gatas prenhas são abandonados nas ruas, e que essa realidade poderia ser evitada com a castração gratuita oferecida na cidade.

O grupo Protetores Independentes de Itabirito não recebe benefícios da Prefeitura, por exemplo. “Nós nos empenhamos tanto para resgatar, cuidar, conseguir um lar temporário e quando o animal está pronto para adoção, nos deparamos com essa cena lamentável”, disse Silvana.

“Dói muito, muito mesmo, saber que alguém por pura maldade tirou a chance de um animal ter uma família amorosa e responsável para alegrar”, concluiu.

Por Rafael Gomes

Fonte: Radar Geral

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.