Jaguatirica cega por desnutrição não pode voltar ao habitat e espera adoção em Cáceres (MT)

Jaguatirica cega por desnutrição não pode voltar ao habitat e espera adoção em Cáceres (MT)

Animal foi resgatado há dois anos em fazenda localizada em Cáceres (MT). Ela não andava de fraqueza e perdeu 80% da visão, segundo sargento.

Por Pollyana Araújo

MT Jaguatirica

Ela sobreviveu e após esse período de reabilitação com acompanhamento de veterinários, a jaguatirica foi colocada à adoção. Conforme o responsável pelo Batalhão, o animal não tem nenhuma condição de ser solto em uma região de mata, pois não conseguiria sobreviver por causa da deficiência. “Ela só enxerga vultos, pois, segundo o oftalmologista só tem 20% da visão”, pontuou Ferreira.

MT Caceres Jaguatirica 300.jpg

Apesar de ser um animal dócil por ter crescido na companhia de adultos, a jaguatirica macho fica presa em uma área com tela. Ela não ataca, mas, nas brincadeiras, solta as garras e pode machucar. Por causa disso, a exigência é que quem a adotar continue a deixando em um local fechado, mas com vistas para a parte exterior. Não é exigido que o animal fique na zona rural.

Qualquer pessoa pode adotá-la, desde que tenha um espaço grande, apropriado e condições financeiras para alimentá-la e levá-la ao veterinário quando necessário. O mamífero come aproximadamente 600 gramas de carne por dia, além de animais vivos, como ratos, por exemplo, como explicou o sargento. a das exigências para quem adotá-la é não permitir que ele tenha relações com outro animal a fim de reprodução.

Durante o período em que ela estiver sob a guarda, equipes da Polícia Ambiental irá monitorar para verificar as condições previstas no termo de guarda, documento que o futuro responsável deverá assinar, estão sendo devidamente cumpridas. Para evitar maus tratos, esse termo é renovado anualmente.

Os animais que passam pelo batalhão recebem um microchip e as aves, anilhas. Além dessa jaguatirica, outros animais, entre eles um bugio, que foi apreendido após não ser aceito pelo grupo com o qual convivia, também aguardam adoção. Ao todo, 30 animais estão disponíveis para ser adotados por não terem mais condições de viver na floresta.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.