Japonesa é presa em flagrante no aeroporto da Tailândia com répteis na mala

Japonesa é presa em flagrante no aeroporto da Tailândia com répteis na mala
A japonesa foi presa com cerca de 50 répteis na mala. (Foto: Reprodução/NNN)

Uma japonesa foi presa em um aeroporto na Tailândia por estar em posse de dezenas de répteis raros sem autorização, divulgou a NHK na quinta-feira (23).

Na terça-feira (22) uma funcionária de uma empresa aérea descobriu que a japonesa de 44 anos residente de Fukushima estava em posse de uma mala com 55 répteis, incluindo tartarugas e lagartos, no Aeroporto Internacional de Bangkok.

A mulher, acusada de violar a lei de conservação de vida selvagem, partiria em um voo com destino ao Aeroporto Internacional de Narita, Chiba.

“Na entrada do aeroporto uma mulher asiática desconhecida me pediu para carregar os répteis”, disse a japonesa. “Eu recebi uma mala e uma comissão de ¥100.000. Fiz isso como um bico”.

No momento em que foi presa, a mulher estava com uma criança de 6 meses de idade.

“Não sei quanto valeriam esses animais no mercado japonês”, disse um oficial responsável pela prisão, “mas eu fiquei surpreso que até uma mulher com uma criança estava envolvida em tráfico de animais”.

Tartarugas e lagartos raros são protegidos sob a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e Flora Selvagens de 1973.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.