Jovem denuncia vizinho após cão sumido ser devolvido com fraturas no litoral de SP

Jovem denuncia vizinho após cão sumido ser devolvido com fraturas no litoral de SP
Animal ficou com três fraturas no corpo e polícia vai investigar caso — Foto: Arquivo Pessoal

Uma jovem de 19 anos denunciou o vizinho após ele devolver o cachorro dela com três diferentes fraturas em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ela alega que o animal havia sumido quando os familiares passaram a procurá-lo e um vizinho disse ter pegado o animal, o devolvendo com os ferimentos. O caso será investigado pela Polícia Civil como prática de abuso a animais.

Segundo a dona do animal, Ketlyn da Costa, o cãozinho chamado Spike tem seis anos e desapareceu na noite da última sexta-feira (13), no bairro Guilhermina. A família procurou neste dia, mas ainda não havia anunciado nada a respeito, segundo relatou ao G1. Entretanto, o vizinho teria perguntado ainda durante a noite ao padrasto da jovem se eles estavam em busca do animal.

Intrigado, o padrasto da menina foi até a casa do suspeito questioná-lo no dia seguinte, sábado (14). “Ele resolveu ir lá na casa dele para ver se o cachorro estava e, quando chegou, o vizinho pediu dinheiro em troca”, conta. De acordo com o relato da jovem na delegacia, seu padrasto perguntou se o vizinho havia pegado o animal e ele teria confirmado, antes de pedir a quantia em dinheiro para devolvê-lo. O homem se negou e ficou na frente da casa até o suspeito desistir e entregar o animal.

Animal ficou com três fraturas no corpo e polícia vai investigar caso — Foto: Arquivo Pessoal
Animal ficou com três fraturas no corpo e polícia vai investigar caso — Foto: Arquivo Pessoal

Ao entregá-lo, ele estava com a patinha machucada. Posteriormente, a jovem levou o animal ao veterinário e descobriu que ele tinha três fraturas entre patas e barriga, precisando passar por alguns procedimentos. Ela alega que o suspeito não foi visto em casa novamente e decidiu que denunciaria para que o caso seja investigado. Mesmo sem saber o que ocorreu, ela quer respostas sobre o caso.

“O raio-X mostrou que ele tem três fraturas. Ele está muito mal, vomitando muito, fazendo xixi com sangue. Estamos desesperados”, alega Ketlyn.

Ela começou uma campanha online para tentar arrecadar o dinheiro necessário para custear o tratamento do animal. “A gente ficou em choque, não sabe o que estava acontecendo. A gente nunca fez nada para ele. Assim que fiquei sabendo acionei a polícia, mas ele já tinha fugido”, diz a jovem.

Ketlyn conseguiu passar no veterinário e registrou um boletim de ocorrência nesta segunda-feira (16). O caso foi registrado como ‘praticar ato de abuso a animais’ no 1º Distrito Policial de Praia Grande, natureza deixada de maneira provisória até que se obtenham mais informações. O G1 tentou localizar o suspeito para obter um posicionamento, mas não conseguiu localizá-lo até a última atualização desta reportagem.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.