Jovem foi preso e acusado de regar gato com gasolina, que depois incendiou

Jovem foi preso e acusado de regar gato com gasolina, que depois incendiou
Foto: Reprodução Internet

Um jovem de 19 anos foi preso, e acusado de crueldade para com os animais, depois de um gato ter sido encontrado queimado perto do Aeroporto de Crawfordsville, nos Estados Unidos.

Noah A. Riley, de 19 anos, foi acusado de crueldade animal, um crime de nível 6, e de um caso de crueldade animal, um delito de classe A.

De acordo com a liga do bem-estar animal do condado de Montgomery, o gato foi amarrado, e regado com gasolina, e de seguida incendiado. Foi um bombeiro que o salvou. O gato sofreu lesões graves, e actualmente está a receber tratamentos numa unidade de cuidados intensivos veterinários em Purdue.

Riley disse à polícia que tinha visto vários posts nas redes sociais sobre o gato, e decidiu entregar-se às autoridades.

O caso chocou a comunidade local, e a Liga de Bem-estar Animal do Condado de Montgomery recebeu mais de 8.000 dólares em doações, o que significa que o gato vai poder receber todos os cuidados e tratamentos necessários.

Há também um número de pessoas que já manifestaram interesse em adotá-lo, quando o gato estiver bem o suficiente para ser libertado de cuidados veterinários.

Por Pedro Lopes 

Fonte: Hiper 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.