Jovem instala comedouros e bebedouros para cachorros de rua na Argentina: ‘Não merecem passar fome’

Jovem instala comedouros e bebedouros para cachorros de rua na Argentina: ‘Não merecem passar fome’
Foto: Arquivo pessoal

Um jovem ativista e amante dos animais resolveu, com os poucos recursos que tinha à disposição, impactar positivamente a vida de dezenas de cachorros de rua de Junín de los Andes, na Argentina.

Patricio Sánchez, 26 anos, se dedica à fotografia e também é técnico de internet. Grande parte do tempo ele trabalha de porta em porta, instalando modens e roteadores.

Entre uma visita e outra nos diferentes bairros da cidade, Patricio notou o enorme número de cães abandonados nas vias e praças públicas, muitos deles esqueléticos, precisando de ajuda urgente.

Sensibilizado com a situação dos animais, o jovem resolveu gastar todas as suas economias para instalar comedouros e bebedouros em pontos-chave de Junín de los Andes, como no centro da cidade.

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Seu trabalho voluntário tem impactado positivamente a população local: muitas pessoas, vendo o exemplo de Patricio, também buscam ajudar os cães, seja oferecendo comida, seja oferecendo abrigo.

“Há muitos cachorros na rua e eles estão com fome e frio. Isso é para ajudá-los um pouco”, disse o rapaz ao portal LM Neuquén.

Na entrevista, ele disse que, ciente de que não teria condições de adotar todos os cachorros, o jeito era providenciar o mínimo de dignidade para eles, a começar por ração e água fresca.

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

“Tive a ideia há muito tempo, mas não me atrevi a concretizá-la. Há poucos dias conheci uma pessoa que, diante de uma situação triste em minha vida, me ajudou a progredir e me deu forças para realizar este projeto”, comentou.

Agora, dezenas de cães recebem comida fresquinha todos os dias em 4 pontos diferentes da cidade do fotógrafo argentino.

De acordo com o portal LM Neuquén, foram utilizados canos e cotovelos de PVC, facilitando o abastecimento de ração e água. Além de contar com uma tampa para impedir que o alimento se molhe com a chuva ou que entrem insetos.

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Cada comedouro foi caprichosamente pintado e decorado com patinhas, deixando ainda mais atrativos para aproximação dos peludinhos.

Patricio convida a comunidade a colaborar e manter os dispositivos sempre abastecidos. Com amor, generosidade e muita força de vontade, é possível levar um pouco de conforto aos animais mais necessitados.

Por Gabriel Pietro

Fonte: LM Neuquen via Razões para Acreditar

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.