PI jumenta atropelada morre H

Jumenta é atropelada, é socorrida por casal, mas morre no litoral do Piauí

Animal estava prenhe e não resistiu às lesões sofridas no atropelamento. ONG de proteção aos animais deu suporte na tentativa de salvar o bicho.

PI jumenta atropelada morre

A cuidadora de animais Kennya Leal e o marido dela bem que tentaram salvar a vida de uma jumenta vítima de atropelamento na cidade de Parnaíba, no litoral do Piauí. Apesar do esforço deles e de moradores comovidos com a situação, o animal que estava prenhe acabou não resistindo aos graves ferimentos e morreu no início da madrugada desta terça-feira (12).

Segundo Kennya, o atropelamento aconteceu em frente à casa onde mora, por volta das 17h do domingo (10). Após o ocorrido, ela e o marido deram abrigo ao animal no quintal de uma casa vizinha que está sem moradores. A jumenta aparentava sofrer muitas dores, estava com a coluna bastante curvada e não conseguia deitar e se alimentar.

“Ela era tão interessante, mas estava com muita dor. Os olhinhos dela lacrimejavam e ficava o tempo todo em pé porque não conseguia deitar. Ontem fez mais de 24h que ela estava de pé o tempo todo. Eu molhava os lábios dela porque também não conseguia beber água”, descreveu.

O casal que socorreu o bicho afirma que chegou a ligar para o Centro de Zoonoses de Parnaíba, mas não conseguiu contato com o órgão. Kennya Leal postou as fotos e descreveu a situação do animal nas redes sociais e vários internautas da cidade se comoveram com o estado de agonia da jumenta.

Uma ONG de proteção aos animais da cidade litorânea mandou um médico veterinário para tratar o animal. De acordo com José Cardoso, profissional que examinou o bicho, a jumenta tinha sintomas de grave lesão abdominal e problemas para respirar em decorrência do atropelamento.

“Esses foram os sintomas verificados, mas não tinha como fazermos um procedimento mais apurado ou intervenção cirúrgica porque é um animal de grande porte e aqui na cidade não temos estrutura para isso”, falou o médico veterinário.

O profissional explicou que a curvatura acentuada na coluna do bicho não se trata de fratura no local. Segundo ele, o animal se curvou devido as fortes dores e faz o movimento de inclinação para poder respirar.

Ninguém apareceu se dizendo tutor do animal e não se tem notícia de quem o atropelou.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.