Justiça nega liminar de reintegração de posse de área utilizada pela Mata Ciliar em Jundiaí, SP

Justiça nega liminar de reintegração de posse de área utilizada pela Mata Ciliar em Jundiaí, SP
ONG Mata Ciliar é referência em atendimento a animais silvestres em Jundiaí. Foto: TV TEM/Reprodução

A Justiça negou o pedido de reintegração de posse feito pela concessionária Voa-SP para desocupação de um terreno em Jundiaí (SP) que pertence à concessionária, mas atualmente funciona parte da Associação Mata Ciliar, ONG que atende voltada ao atendimento de animais silvestres.

Segundo a decisão da Juíza Bruna Carrafa Béssa Lévis, de 16 de junho, a exclusão da área ocupada pela Mata Ciliar no terreno ainda está sob análise do governo do estado. Por conta disso, a associação não precisa desocupar a área.

A Associação Mata Ciliar informou por nota que a ação demonstra que a Voa-SP não quer negociar e afirma e que continuará com o trabalho com os animais.

Já a concessionária Voa-SP informou que soube da decisão liminar da Justiça, mas afirma que a associação está ocupando uma área irregular e que pertence ao aeroporto e reitera que busca diálogo para solucionar o impasse.

Vídeo: Prefeitura faz negociações entre a Mata Ciliar e concessionária Voa SP 

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Agir sorrateiramente para pedir a “reintegração de posse” é buscar diálogo? A Voa-SP mostrou que não merece crédito algum em negociações e deve ser ignorada. Que tenha como interlocutora apenas a Justiça mesmo. A atitude da Voa-SP foi vergonhosa.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.