Justiça ordena desembarque de 27 mil bois no Porto de Santos, em SP

Um juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Santos determinou nesta sexta-feira (2) o desembarque de aproximadamente 27 mil bois que estão a bordo de um navio que tinha como destino à Turquia.

Responsável pela exportação, o frigorífico Minerva Foods foi multado em R$1,5 milhão pela prefeitura de Santos pelo transporte irregular de animais. Em nota, a empresa disse que “a exportação de bois vivos é uma atividade regulamentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)”.

“O manejo do gado segue todos os procedimentos adequados para preservar o bem-estar dos animais durante o embarque e no decorrer da viagem até o destino”, acrescenta o texto.

A medida do magistrado Márcio Kammer de Lima reforça a suspensão do embarque de cargas vivas no Porto, que tinha sido retomada desde o dia 25 de janeiro, quando a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) autorizou as operações, após aval da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq).

O juiz ainda proibiu a partida do cargueiro e aplicou uma multa de R$5 milhões para qualquer navio que carregar animais no Porto de Santos.

Até o momento, a Codesp não deu detalhes sobre como será a operação de desembarque e reconheceu não ter estrutura de currais para alocar os animais. Além disso, afirmou que “irá aguardar o desenrolar do processo para se manifestar”.

Fonte: Jornal do Brasil


Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.