Pega do porco na lama foi proibida pela justiça. (Foto: Jornal Repercussão)

Justiça veta ‘pega do porco na lama’ no RS

O município de Araricá, estará promovendo, de 20 a 25 de agosto, a Festa das Azaleias e dentro da programação, no sábado, 24, estava prevista “a Pega do porco na lama”. Uma modalidade de disputa, onde os perseguidores (concorrentes), em uma área restrita e lamacenta, correm atrás de filhotes, lançando-se sobre eles, sendo vencedor aquele que pegar o leitão em menor tempo.

O Movimento Gaúcho de Defesa Animal (MGDA) recebeu a denúncia dessa prática e apresentou uma Ação Civil Pública, com pedido em liminar, para que fosse proibida a atividade. A Justiça acolheu e publicou nesta sexta-feira,16 o deferimento da liminar.

De acordo com a MGDA, a prática é “um flagrante de crueldade e maus tratos, pois dessa “brincadeira” podem resultar traumas físicos aos animais, inclusive fraturas , além de sofrimento psicológico, com alto nível de estresse. afirma o grupo em nota na sua página no Facebook.

Por Jonas Soares

Fonte: Diário da Encosta da Serra

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.