Simba (Foto: Facebook)

Leão bebé mantido com as pernas partidas para não fugir das fotos dos turistas

Um leão bebé foi torturado e mantido com as pernas traseiras partidas para não fugir das fotografias dos turistas, na Rússia.

O presidente do país, Vladimir Putin, “ficou chocado” com a situação e ordenou a abertura de uma investigação para encontrar os culpados, avança o DailyMail.

Simba (Foto: Facebook)
Simba (Foto: Facebook)

O pequeno leão, de nome Simba, tinha apenas algumas semanas quando foi retirado à mãe para servir de atração aos turistas. À medida que crescia, os tratadores partiam-lhe as pernas para que não conseguisse fugir.

O animal acabou por sofrer lesões na coluna vertebral e foi abandonado em Daguestão, a sudoeste da Rússia. Uma equipa de resgate encontrou Simba e conseguiu operá-lo dando-lhe uma nova vida.

Simba com um dos tratadores que lhe está a dar uma nova vida (Foto: Facebook)
Simba com um dos tratadores que lhe está a dar uma nova vida (Foto: Facebook)

“Ele praticamente não foi alimentado e, por alguma razão, era atirada água gelada para cima dele”, disse Yulia Ageeva, que comandou o resgate do animal.

“Um oceano de dor por parte dos humanos”, disse a veterinária Karen Dallakyan.

Simba está agora a recuperar, já consegue andar mas terá sequelas para toda a vida.

Fonte: Correio da Manhã / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.