Leão mais solitário do mundo volta ao seu habitat após cinco anos preso em jaula de concreto

Leão mais solitário do mundo volta ao seu habitat após cinco anos preso em jaula de concreto
Ruben em sua cela na Armênia; o animal já no santuário da África do Sul — Foto: Divulgação

Conhecido por ser o leão mais solitário do mundo, Ruben finalmente retornou ao seu habitat depois de cinco anos preso em uma cela de concreto.

No processo de solidão, o animal de 15 anos teria perdido até mesmo seu rugido, relata o New York Post.

O leão Ruben em sua cela de concreto na Armênia — Foto: Divulgação
O leão Ruben em sua cela de concreto na Armênia — Foto: Divulgação

O leão foi abandonado em um zoológico na Armênia depois que o dono do local faleceu. Na ocasião, todos os outros animais foram realocados, exceto Ruben, segundo a AID (Animal Defenders International).

Em uma reviravolta recente, Ruben recebeu uma segunda chance na vida ao ser levado em uma viagem de mais de 8 mil quilômetros da Armênia até ao Santuário de Vida Selvagem, que pertence à ADI, na África do Sul. Jan Creamer, presidente da AID, disse que ver Ruben dar os primeiros passos no local levou todos “às lágrimas”.

“Os leões são os mais sociáveis ​​dos grandes felinos, vivendo em bandos na natureza”, explicou Jan. “Portanto, deve ter sido devastador para Ruben não ter contato ou comunicação com outros leões. Vê-lo caminhar na grama pela primeira vez, ouvir as vozes de sua própria espécie, com o sol africano nas costas, levou todos nós às lágrimas.”

Após os cinco anos em que viveu na cela de concreto, as pernas de Ruben tremiam porque ele sofria de desnutrição e falta de exercícios — mas o simples fato de estar no santuário por pouco tempo já teve impacto em seu comportamento, inclusive com o retorno gradual de seu rugido.

“Sabemos que este será um longo caminho e exigirá tratamento veterinário contínuo, mas o início da sua nova vida não poderia ter sido melhor”, celebrou Jan Creamer.

Assim como no roteiro de ‘O Rei Leão’, a história de Ruben passou por momentos que pareciam sem saída, mas, felizmente, ganhou contornos heroicos após seus anos de sofrimento.

Ruben tranquilão em sua nova casa — Foto: Divulgação
Ruben tranquilão em sua nova casa — Foto: Divulgação

Fonte: Monet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.