Legislação prevê banimento de ‘animais exóticos’ de espetáculos circenses na Pensilvânia

Legislação prevê banimento de ‘animais exóticos’ de espetáculos circenses na Pensilvânia

Por Kaye Burnet / Tradução de Marli Vaz de Lima

Pensilvania elefantes1

Senador Daylin Leach (Democrata do condado de Montgomery) está concluindo um projeto de lei para proibir ‘animais exóticos’ nas apresentações dos circos na Pensilvânia.

O projeto de lei sucede a um pronunciamento do Circo Ringling Bros. and Barnum and Bailey, onde ‘O Maior Show da Terra’ irá eliminar o uso de elefantes em 2018. Leach disse que este foi um passo na direção correta, mas seu projeto vai além.

De acordo com Leach, ‘animais exóticos’ inclui qualquer espécie que não vive naturalmente nos EUA. Por exemplo, zebra, elefante, leão e tigre. Apresentações itinerantes não serão permitidas. Cavalos, ursos cães e animais usados em feiras agrícolas e rodeios serão permitidos. “Eu acho que o que estamos prestes a fazer é apenas limitar a proibição aos ‘animais exóticos’,” disse Leach. “Não vai cobrir todos os animais concebíveis, mas terá o efeito de eliminar a questão dos animais em circos.”

“São os animais que têm uma inteligência elevada, estruturas sociais complexas e uma área de habitação ampla que são os menos adequados para os circos,” disse Christina, citando elefantes como exemplos. De acordo com ela, as investigações do ADI têm revelado que shows itinerantes sujeitam seus animais a espaços apertados e estresse constante.

“Infelizmente, nossas investigações têm revelado abuso por todo esse ambiente, por todas as espécies,” disse Scaringe.

De acordo com o site do circo Ringling Bros. and Barnum & Bailey, os animais são treinados por meio de um sistema de reforço positivo, que usa comida e elogios como recompensa e que “abuso verbal ou físico e a privação de comida ou água são estritamente proibidos.”

Segundo o ADI, 30 países proibiram o uso de animais vivos em apresentações, e 23 estados têm algumas restrições no uso de animais.

Leach disse que ele espera apoio bipartidário para o projeto de lei.

“Há Democratas e Republicanos que são contra a crueldade animal e querem fazer de tudo para acabar com isso,” disse Leach.

Ele também disse que a legislação dos direitos dos animais de circos itinerantes deveria ser mais fácil de ser aprovada do que regulamentações de criação ou de abate de animais, porque a Pensilvânia não depende de circos para nenhum ganho substancial.

Fonte: Wesa

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.