Leoa desnutrida e lince com sobrepeso resgatados em oficina no México

Leoa desnutrida e lince com sobrepeso resgatados em oficina no México

MEXICO Linces10

As autoridades do México resgataram uma leoa de 19 anos e com apenas 40 quilos e um lince com sobrepeso, que viviam em condições deploráveis em uma oficina mecânica no estado de Jalisco, oeste do México.

Ambientalistas advertiram a Procuradoria Federal de Proteção ao Ambiente (PROFEPA) que uma oficina mecânica do município de Tlaquepaque (de 576.000 habitantes) abrigava a leoa, encontrada em estado de desnutrição severa, lesões expostas nas patas traseiras e sem garras ou caninos, “extraídos pelos tutores”, informa um comunicado.

A leoa, que recebeu o nome de “Madona”, apresenta movimento anormal das extremidades e alopecia em várias partes do corpo, ao que parece por ter permanecido prostrada por muito tempo. O animal foi encontrado em instalações em péssimo estado.

No mesmo local foi encontrado um lince de idade avançada, que apresenta sobrepeso pela falta de atividade física e por uma dieta inadequada.

Os animais foram levados para a Unidade de Resgate do Bioparque Convivência Pachuca (Hidalgo, centro), onde passarão por uma tentativa de reabilitação.

Caso se recuperem, serão transferidos para o “The Wild Animal Sanctuary”, no Colorado, Estados Unidos, considerado o maior santuário de animais do mundo.

A PROFEPA resgatou em março de um circo ambulante em Yucatán (leste) o urso negro “Invictus”, com entre sete e 10 anos, que foi encontrado moribundo, sem o maxilar inferior, o que impedia o animal de beber ou alimentos.

“Invictus” virou o símbolo dos ambientalistas mexicanos, que lutam pela propagação de uma lei que proíbe o uso de animais em circos, já aprovada na capital e em oito estados.

Após três cirurgias, o urso morreu em 14 de outubro, vítima de uma complicação cardíaca.

Fonte: Estado de Minas

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.