Levantamento diz que Araçatuba (SP) tem dois mil cães e gatos abandonados

Levantamento diz que Araçatuba (SP) tem dois mil cães e gatos abandonados

Pesquisa feita por ONG indica que cidade tem 2 mil animais na rua. Para evitar que número aumente, Centro de Zoonoses faz o recolhimento.

SP aracatuba abandonados4

Um problema que atinge muitas cidades na região noroeste paulista é o abandono de animais e em Araçatuba (SP), o número de cães e gatos nas ruas vem aumentando a cada dia. Esta realidade pode ser percebida principalmente na periferia da cidade. Segundo um levantamento feito pela ONG Clube Amigo dos Animais, Araçatuba deve ter aproximadamente 2 mil cachorros e gatos que foram abandonados por seus tutores.

A cachorra Larinha, por exemplo, foi deixada pelo dono em um terreno baldio, sem água e comida. Ao encontrar a cadela nesta situação a vendedora Gisele Muniz não pensou duas vezes em trazer o animal para casa. “Larinha estava completamente abandonada, não tinha lugar para se proteger da chuva ou do sol. Uma vizinha fez a denúncia do rapaz que mantinha a cachorrinha no terreno nestas situações, quando foi feito o resgate e fomos até o local. Foi assim que decidi adotar a cadela”, diz a vendedora.

Abandono e maus-tratos a animais são crimes, e o dono pode pegar até um ano de prisão, além de receber uma multa, mas muita gente ignora a lei. Basta andar pelos bairros e ver a quantidade de bichos soltos pela cidade.

Para tentar evitar que este número aumente, o Centro de Controle de Zoonoses realiza o trabalho de recolhimento e tratamento desses animais. Além de se reproduzirem rápido e sem nenhum tipo de controle, eles oferecem muitos riscos à saúde da população. “Pode trazer doenças de animais que vivem na rua e passam de um para o outro, ou até mesmo pelo ser humano. Os mais comuns casos são de carrapatos, pulgas e até leishmaniose”, explica o veterinário Rafael Cipriano.

Moradores de Araçatuba também ajudam a abrigar os bichos. A presidente da APA, Associação de Proteção dos Animais, criou uma organização que cuida de animais de rua. Todos os anos, ela recolhe mais de 30 cães e encaminha para adoção. “Após recolher o animal, nós os levamos para um local, onde ele é submetido a exames para ver se ele está em dia com sua saúde e logo após isso, fazemos a castração e vacinação. Após passar por todos estes processos o cão é encaminhado para o processo de adoção”, informa a presidente da ONG, Cristina Munhoz.

SP aracatuba abandonados5

Apenas adotar um animal não resolve o problema, a cachorra ‘Belinha’ recebeu um novo lar, mas teve que voltar para a fila de adoção, porque não foi bem tratada por seu antigo dono. Foi desse jeito que a empresária Sônia D’Angelo conheceu a cadelinha e segundo ela, foi amor à primeira vista. “Acho que o amor foi recíproco, porque quando conheci Belinha ela estava bem tranquila ao meu lado, além disso, sua adaptação aqui em minha casa foi bem mais rápida do que esperado, não ficava chorando”, afirma a empresária.

Para aqueles que querem adotar um animal, ou no caso, se ver um bicho na rua e quiser ajudar é só procurar o Centro de Controle de Zoonoses, localizado na Rua Unidos de Almeida, no bairro Paraíso. A população também pode entrar em contato para urgências ou denúncias pelo número (18) 9-9631-1550. O horário de funcionamento é das 5h30 às 17h30.

SP aracatuba abandonados3

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.