MG Silvianopolis resgate buggio H

Macaco da espécie bugio é encontrado em casa em Silvianópolis, MG

Bicho foi resgatado e passou por cirurgia para amputar a cauda. Operação foi paga por grupo de voluntários de Pouso Alegre, MG.

MG Silvianopolis resgate buggio

Um macaco da espécie bugio foi capturado nesta quinta-feira (7) em uma casa em Silvianópolis (MG). O animal estava bastante ferido e precisou ser operado nesta sexta-feira (8) em uma clínica veterinária em Pouso Alegre (MG) para amputar a cauda. Segundo o veterinário responsável pelo caso, a cirurgia deu certo e o animal passa bem.

Segundo a Polícia Militar do Meio Ambiente, quando foi encontrado, o bicho estava em uma casa na zona rural de Silvianópolis. “Assim que o pegamos, vimos que ele precisava de um tratamento, porque estava desidratado e cheio de parasitas”, contou o tenente Carlos Henrique Rodrigues.

O macaco chegou à clínica com vários ferimentos. Ele tinha lesões na cauda, costas e na pata e precisou ser operado. Segundo o veterinário, José Roberto da Silva, ele estava bastante debilitado e recebeu anestesia antes de ir para o bloco cirúrgico. A operação levou 40 minutos.

MG Silvianopolis resgate buggio2

“Ele é um macaco já em idade adulta para avançada. Ele tinha bastante tártaro também, que foi removido. Mas, apesar da idade e das lesões, entramos com a medicação, aplicamos um analgésico e temos um prognóstico muito favorável”, disse.

As despesas foram pagas por um grupo de proteção aos animais de Pouso Alegre (MG). O ativista Hélio Carlos de Oliveira disse que eles já atenderam vários animais, mas silvestre foi a primeira vez. “Nós procuramos uma clínica particular, o veterinário aceitou o desafio, fez a cirurgia da amputação da cauda, tratamento de bicheira e ele vai ficar bem”, comentou.

Apesar disso, o Ibama disse que encontrar esse tipo de macaco é algo comum na região. Segundo a Polícia do Meio Ambiente, quando receber alta, o bugio será encaminhado para uma reserva em Belo Horizonte (MG).

Fonte: G1

MAIS NOTÍCIAS

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.