Macaco é enjaulado pelo resto da vida por ataque de fúria na Índia

Macaco é enjaulado pelo resto da vida por ataque de fúria na Índia

O acesso de fúria de um macaco em Mirzapur (norte da Índia), que deixou um homem morto e 250 pessoas feridas, rendeu ao animal o encarceramento numa jaula pelo resto da vida.

O macaco, chamado Kalua e atualmente com 6 anos de idade, era um animal de estimação cujo tutor lhe dava bebidas alcoólicas regularmente. Quando seu tutor faleceu, há três anos, o macaco apareceu nas ruas agressivo, em busca de mais bebida, e o desfecho disso foi surpreendente, segundo o jornal indiano “Gulf News”.

De acordo com a publicação, em seu ataque de violência, o ‘macaco alcoólico’ usou suas presas afiadas para atacar mulheres e crianças, e muitas dessas pessoas precisam de cirurgia plástica corretiva. Equipes de zoológicos e guardas-florestais foram convocados para capturar o macaco. Após vários esforços, Kalua foi preso e levado para o zoológico de Kanpur, o maior do norte da Índia.

Agressividade mantida

Agora, o macaco será mantido em uma jaula no zoológico de Kanpur pelo resto da vida, porque seu comportamento violento não mudou desde a captura. Além de consumidor de álcool, descobriu-se que ele é carnívoro e não come vegetais.

“Nós o mantivemos em isolamento por alguns meses e depois o mudamos para uma gaiola separada”, disse Mohd Nasir, médico do zoológico de Kanpur. “Não houve mudança no comportamento, e ele permanece tão agressivo quanto era. Faz três anos desde que ele foi trazido para cá, mas agora foi decidido que ele permanecerá em cativeiro a vida toda.”

Nasir avaliou que, se fosse libertado, Kalua machucaria as pessoas onde quer que fosse. Até hoje o macaco ainda não fez amizade com seu tratador no zoológico.

Fonte: Revista Planeta 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.