Macacos correm sério risco devido aos fios de alta tensão - mas estas pessoas se recusam a deixá-los morrer

Macacos correm sério risco devido aos fios de alta tensão – mas estas pessoas se recusam a deixá-los morrer

Em áreas rurais da Costa Rica, centenas de macacos bugios perdem suas vidas a cada ano. A principal causa pode parecer estranha, mas esses lindos animais estão sendo eletrocutados em fios elétricos desencapados e transformadores. Enquanto procuram por comida, os macacos não podem distinguir fios elétricos de videiras naturais, e tendem a subir e usar esses fios perigosos para viajar pelas áreas de alimentação. Nesse ponto, os macacos estão a um passo da tragédia – tocar um fio e sofrer um choque elétrico. A maioria dos animais que sobrevive a esses incidentes são filhotes que estavam junto de suas mães quando elas foram eletrocutadas.

Felizmente, existem muitas pessoas dispostas a ajudar. Recentemente, o International Animal Rescue apoiou o projeto de resgate de macacos bugios, Refuge for Wildlife, na Costa Rica. A organização ajudará a causa contribuindo financeiramente, assim como atuando na conscientização das pessoas, divulgação de informações sobre o projeto e equipe de trabalho. Graças ao grupo de resgate, muitos desses incríveis animais receberão tratamento médico e serão liberados de volta à natureza.

A missão do Refuge’s mission é resgatar, reabilitar e libertar animais que sofreram ferimentos ou ficaram órfãos por conta dos acidentes com fios de alta tensão.

Fotos: International Animal Rescue

Os filhotes de macacos bugios frequentemente sofrem sérias queimaduras, principalmente em suas mãos. É desnecessário dizer que a perda da mãe também é fonte de um grande trauma para eles.

Os veterinários e outros membros da equipe do Refuge´s fo Wildlife são especializados no tratamento de queimaduras e podem oferecer aos filhotes todos os cuidados e assistência médica de que necessitam. Graças a essas pessoas, a maioria dos macacos pode se recuperar sem a mínima cicatriz!

O objetivo é devolver os macacos resgatados ao seu habitat natural o mais rápido possível. Uma vez que eles estejam perfeitamente saudáveis e em uma boa forma física, os jovens macacos são liberados.

A equipe do Refuge’s Emergency Response realiza mais de 200 resgates por ano. Seu maravilhoso trabalho traz resultados incríveis.

De acordo com um novo estudo, a sobrevivência futura dos primatas é bastante incerta e as ações humanas e as indústrias são as responsáveis por isso. Se não fizermos o máximo que pudermos para ajudar, cada vez mais primatas terão de enfrentar um sério risco de extinção. É extremamente importante apoiar causas como essa.

Clique aqui para ter mais informações sobre o projeto e como você pode ajudar. Mesmo uma pequena ajuda significa muito para esses animais resgatados.

Por Aleksandra Pajda / Tradução de Daniela Costa de Lima

Fonte: One Green Planet 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.