Macacos morrem no quintal de casa e moradora é orientada a congelar animais em Cuiabá

Macacos morrem no quintal de casa e moradora é orientada a congelar animais em Cuiabá
Moradora postou foto de macacos mortos e reclamou do serviço do Centro de Zoonoses — Foto: Facebook/ Reprodução

Dois macacos caíram de uma árvore e morreram no quintal de uma casa no Bairro Parque Cuiabá. O primeiro animal foi morto na sexta-feira (26) e o segundo no sábado (27). A moradora Ironilza Aparecida de Jesus disse ter visto um deles caindo e agonizando no chão, antes de morrer. A morte do outro foi vista por uma pessoa contratada para limpar o quintal.

Ironilza contou que enterrou um dos macacos no quintal de casa e jogou o outro fora, pois havia entrado em contato com a Polícia Ambiental e com a Unidade de Vigilância em Zoonoses, mas ninguém foi buscar os animais.

A assessoria de imprensa do Centro de Zoonoses informou que a Polícia Ambiental buscou os animais mortos no domingo (28) e que nesta segunda-feira (29) serão encaminhados para análise.

Segundo a assessoria, no fim de semana, a família foi orientada a levar os animais até uma unidade de zoonoses ou congelar os macacos para que pudessem ser removidos nesta segunda-feira.

Ironilza conta que a casa onde ela mora fica em uma área de chácaras e que é comum aparecer animais na região. No entanto, nunca encontrou animais mortos no quintal de casa.

“Vi um dos macacos caindo da árvore e agonizando no chão até morrer. Já no sábado, o homem que estava limpando o quintal viu outro macaco caindo morto”, disse.

Segundo Ironilza, ela foi informada pela Polícia Ambiental de que eles não buscavam animais mortos e que era para jogar o animal fora.

“Acho imprudência da parte deles, pois não deram nenhuma orientação e pediram para descartar os animais. Fazendo isso, eu poderia colocar a vida de outras pessoas em risco”, disse.

Ironilza afirmou que ficou preocupada com os três netos que moram com ela. Teme que algum vírus possa afetá-los.

Febre amarela

Em março deste ano, um laudo apontou que dois macacos encontrados mortos no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, em dezembro do ano passado, foram diagnosticados com febre amarela.

Por Kessillen Lopes e Emilly Cassim, G1 MT e TV Centro América

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.