Mais de 200 ursos foram mortos no 1° dia da temporada de caça nos EUA

Mais de 200 ursos foram assassinados no primeiro dia da temporada de caça destes animais na Flórida (EUA), estado onde esta prática se manteve proibida durante 21 anos, confirmaram neste domingo as autoridades locais.

De acordo com a Comissão para a Conservação da Pesca e da Fauna da Flórida (FWC), no sábado, quando começou a temporada de sete dias de caça controlada, foram abatidos um total de 207 ursos neste estado.

O número está próximo ao limite de 320 ursos estabelecido para toda Flórida e inclusive em dois dos quatro locais designados pelo FWC, a caça já está proibida por atingir a meta estipulada.

No sul e no norte do estado a caça se manteve hoje e as autoridades locais vigiarão o número de animais abatidos até que se cumpra toda a cota.

De acordo com a instituição, para esta temporada foram emitidas um total de 3.778 permissões em todo o estado, cada um dos quais outorga a possibilidade de matar um destes aniamis, e cuja venda deixou um montante de US$ 376,9 mil aos cofres da FWC.

A FWC aprovou em junho uma medida que permite a caça controlada de ursos por um período de sete dias, e que despertou a rejeição de ambientalistas e grupos para a proteção de animais.

Ao longo deste fim de semana, muitos deles se aproximaram até as estações da FWC para manifestar sua oposição com o termo da legislação que proibia a caça de ursos na Flórida desde 1994.

“Penso que é imoral matar um urso”, disse Jim Woodard, de Miami, em declarações ao jornal local “Sun Sentinel”.

Woodard é um dos opositores à caça de ursos que nestes dias está em uma das 33 estações dispostas pela FWC para vigiar que as costas não sejam ultrapassadas.

Apesar da oposição dos ambientalistas, no verão passado a instituição aprovou por maioria o início da temporada de caça de ursos, com o fim conter os “encontros entre ursos e seres humanos”, que cresceram 400% nos últimos anos, segundo destacou.

Os “encontros” entre ursos e pessoas se multiplicaram sobretudo no centro da Flórida, onde a população de ursos duplicou desde 2002.

Fonte: Último Instante / EFE

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.