Mais de 530 animais já foram castrados gratuitamente em Laguna, SC

Mais de 530 animais já foram castrados gratuitamente em Laguna, SC

A contratação de um empresa, pelo município, para castração gratuita de cães e gatos de rua, famílias de baixa renda e cuidadores/protetores, há onze meses , já resultou na castração de mais de 530 animais em Laguna.

De acordo com a Secretária de Pesca e Agricultura, Patrícia Paulino, os atendimentos veterinários realizados pela empresa contratada, através de licitação, são para a realização de procedimento cirúrgico de castração e implantação de microchip em gatos e cachorros de rua do município.

Chamamentos públicos foram realizados para famílias de baixa renda e cuidadores/protetores se cadastrarem para realização da castração gratuita de cães e gatos.

Entenda a justificativa para necessidade de castração destes animais:

Castração define-se como um tipo de cirurgia feita em cães e gatos, fêmeas e machos, que tem o objetivo de impedir que esses animais se reproduzam desordenadamente. Para tanto, necessário se faz que exista um local adequado para realização do procedimento, bem como cuidados pós-cirúrgicos. A importância da castração desses animais está relacionada ao controle populacional dos mesmos, prevenindo, reduzindo e eliminando a mortalidade desnecessária e as causas de sofrimento destes animais, além da prevenção de uma série de doenças.

No município de Laguna essa superpopulação de animais errantes já tornou-se um problema de saúde pública, pois infelizmente a maior parte dos animais não conseguem um lar e acabam ficando pelas ruas, sendo vítimas de maus tratos, sede, fome, doenças e outros males.

Estudos indicam que em um período de 06 (seis) anos uma cadela e seus descendentes podem gerar 64 (sessenta e quatro) mil filhotes, o que demonstra a necessidade da medida.

De acordo com os veterinários, a castração não é, de maneira nenhuma, uma forma de mutilar o animal, e sim de prevenir uma série doenças graves e um meio de evitar o abandono de filhotes.

Fonte: Notisul

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.