Mais de duas mil pessoas assinaram petição pela criação de um hospital veterinário público em Portugal

Mais de duas mil pessoas assinaram petição pela criação de um hospital veterinário público em Portugal
Os animais significam um encargo e nem todos os donos de animais conseguem suportar os custos. Estela Silva/LUSA

Mais de duas mil pessoas assinaram já uma petição pública que pede a criação de um Hospital Veterinário público, para que seja possível prestar cuidados de saúde essenciais e evitar mais abandonos e maus-tratos.

Em declarações à agência Lusa, a autora da petição, Maria Cruz, destacou a necessidade de criação de um Hospital Veterinário público, salientando as dificuldades que as pessoas têm em pagar muitos cuidados de saúde dos animais, que se agravaram com a pandemia de Covid-19.

Há uma lei que define os direitos dos animais e por lá também passam os cuidados de saúde. Os animais fazem parte das famílias. Não basta acolher os animais, existe o dever de prestar os cuidados necessários para garantir não só a sua saúde, mas também a saúde das pessoas que vivem na mesma casa”, disse.

Maria Cruz lembrou que o Hospital de Medicina Veterinária, o único hospital público, onde se podia prestar auxílio aos animais, “converteu-se num verdadeiro Hospital Particular”. 
 
“Neste momento, não existe um Hospital Público Veterinário, tal privação põe em causa a saúde dos animais, correndo o risco de haver mais animais maltratados, por não haver condições que permitam sustentar as despesas de saúde e assistência necessária”, disse.

De acordo com a autora da petição, os animais significam um encargo e nem todos os donos de animais conseguem suportar os custos, pelo que é urgente criar o hospital público. “Pode nem ser um hospital de raiz, mas que funcionasse com protocolos, que tornasse mais acessível o recurso aos cuidados de saúde”, disse.

A petição, que está disponível em https://peticaopublica.com/mobile/pview.aspx?pi=PT108196, contava pelas 12h40 com 2.032 assinaturas.

Fonte: Observador / mantida a grafia lusitana original 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.