Mais um cachorro é baleado pela PM; polícia diz que pit bull atacou

Mais um cachorro é baleado pela PM; polícia diz que pit bull atacou

Em menos de 24 horas duas abordagens da polícia Militar de Itajaí resultaram em cachorros baleados. Depois do caso do vira-latas na Beira Rio, agora houve um pit bull que levou um tiro também.

O segundo cachorro foi baleado durante uma ocorrência policial na tarde de sexta-feira. O cão foi socorrido e internado numa clínica veterinária no centro de Itajaí. O animal passou por uma cirurgia e teria sobrevivido.

A PM foi atender uma ocorrência no bairro São Vicente, por volta do meio-dia, de um homem que estava foragido da justiça.

Ele estava sendo procurado por assassinato.

No momento que os PMs conversavam com o foragido, uma mulher abriu a porta da casa e o pit bull teria avançado nos policiais militares. Um PM atirou contra o animal.

O foragido foi preso e levado para a delegacia. Ele tem 43 anos e teria praticado lesão corporal, tráfico de drogas e um assassinato.

A vereadora e protetora de animais Renata Narcizo foi chamada para socorrer o animal. O pit bull baleado continua internado, mas sem risco de morte.

Por Fran Marcon

Fonte: Diarinho


Nota do Olhar Animal: A polícia de Itajaí parece que anda com o dedo bastante nervoso no gatilho e apavorada com cães. Um total despreparo e descaso com a vida animal, que tem custado a vida. A alegação de que foi atacado soa como mentira para a sociedade porque é o que sempre dizem os policiais, inclusive os que cometem assassinatos.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.