Mais um cavalo morre em Santa Anita, na Califórnia, EUA, uma semana antes da Copa dos Criadores

Mais um cavalo morre em Santa Anita, na Califórnia, EUA, uma semana antes da Copa dos Criadores

No último dia 27, às vésperas do Campeonato Mundial da Copa dos Criadores, que acontecerá neste fim de semana, morreu mais um cavalo no Parque Santa Anita, local do evento, o que aumentou o número de mortes na pista para 36 e causou ansiedade quanto à incerteza da conceituada pista de corrida da Califórnia ser segura o suficiente para receber os melhores cavalos de corrida do mundo e sediar os dias de corrida mais importantes da América do Norte.

Bye Bye Beautiful foi eutanasiada após a terceira corrida, depois de ter sido socorrida em frente ao marco de milhagem. A potranca de dois anos sofreu uma fratura condilar lateral do membro anterior direito com comprometimento do sesamoide medial. Seu jóquei, Tiago Pereira, não ficou ferido. Bye Bye Beautiful conquistou o quarto lugar em sua primeira corrida no mês passado.

“A equipe do Grupo Stronach e Santa Anita presta condolências a todos que trataram da potranca, inclusive o treinador J. Eric Kruljac e seus funcionários”, disse o relator da pista de corridas em uma declaração.

Na sexta-feira passada, outra égua, C. Q. Covergirl, machucou as duas patas dianteiras na pista de treinamento do Santa Anita e foi eutanasiada. Em síntese, desde que a pista foi reaberta, no mês passado, seis cavalos morreram em Santa Anita; número alarmante, considerando que, desde o dia 26 de dezembro até junho, 30 cavalos tiveram de ser eutanasiados no próprio local, incitando inquéritos policiais e clamores de ativistas dos direitos dos animais para a interdição da pista.

Em setembro, Gavin Newsom, governador da Califórnia, disse que a corrida de cavalos estava com os dias contados no seu estado.

“O que aconteceu no ano passado foi inaceitável, e todas as justificativas são inadmissíveis,” disse Newson em uma reunião com repórteres do jornal The New York Times. “Prometemos que isso não ocorrerá novamente e que iremos tomar as providências em relação ao acontecido. E afirmo, estamos falando de um esporte que está prestes a acabar, a menos que seja reestruturado. Essa é a realidade das corridas de cavalos. Os abusos inconcebíveis desses animais preciosos e a predisposição para machucá-los, e literalmente matá-los, é uma vergonha.”

Por Joe Drape, The New York Times / Tradução de Renata Tepedino 

Fonte: The New York Times 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.