Matança animal em Cabreúva pode ser alvo de investigação do Ministério Público de SP

Matança animal em Cabreúva pode ser alvo de investigação do Ministério Público de SP

Em publicação feita nas redes sociais, foi confirmado que foi protocolado um Ofício no Ministério Público de São Paulo, pedindo para serem investigadas as mortes de animais, por envenenamento, que vem ocorrendo em Cabreúva desde maio de 2021.

Os maníacos dos chumbinhos, como ficaram conhecidos na cidade, estão agindo em uma série de bairros na região central de Cabreúva, no distrito do Jacaré, no Vilarejo e no Jardim Colina da Serra, deixando em garagens ou nos telhados de residência bolos de carnes, ou frios enrolados com veneno dentro.

A munícipe Rose de Oliveira, a ‘Rose do Jornal’, reagiu à publicação, respondendo que em Cabreúva não se têm “políticas públicas para a causa animal, então os crimes contra os animais ficam sem punição.”

“Até agora não fizeram nada porque não aconteceu isso com os cachorros deles”, afirmou Neide Soares, sobre as mortes e falta de leis que protejam os animais.

Vera Sato também comentou na postagem, dizendo não aguentar mais ver estes casos acontecendo: “Se Deus quiser, o ofício dará certo. Não aguentamos mais ver tantas mortes causadas por estes atos.”

O que a Lei diz?

Os responsáveis pelo envenenamento podem ser enquadrados em vários crimes como crueldade contra animais. No caso da venda do chumbinho, o crime é contra a saúde pública, com pena de 10 a 15 anos de prisão.

Fonte: Portal da Cidade Cabreúva