Mauricianos marcham em protesto contra mortes cruéis de cães

Gravações de testemunhas mostram funcionários da Sociedade Mauriciana pelo Bem-Estar Animal, financiados pelo governo, jogando cães no chão, ficando em cima deles para segurá-los e administrando uma injeção letal que não funciona instantaneamente, resultando em uma morte prolongada e dolorosa. Isto acontece à plena vista de outros cães que estão prestes a passar pelo mesmo destino agonizante.

O vídeo virou manchete ao redor do mundo – e fez com que centenas de pessoas de grupos de proteção animal na ilha se unam para exigir uma ação de seu governo para acabar com esta crueldade.

Aqui estão as fotos de seu protesto:

mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_2mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_3

mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_4mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_5

mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_6mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_7

mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_8mauricianos_marcham_protesto_contra_morte_cruel_caes_9

Mostre seu apoio

A única forma civilizada e efetiva para diminuir a população de cães de rua é prevenir, em primeiro lugar, que mais filhotes nasçam ao implantar um programa abrangente de castração.

Assine a petição conjunta da PETA e IAR para o governo Mauriciano.

Por Ruby Le Galle / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.