Maus-tratos a animal no Chile: cachorrinha foi esfaqueada e queimada

Maus-tratos a animal no Chile: cachorrinha foi esfaqueada e queimada

A equipe jurídica da Prefeitura de La Serena, no Chile, está reunindo as evidências necessárias para apresentar uma denúncia perante os tribunais de justiça sobre um caso de maus-tratos a animal contra uma cachorra chamada “La Negra”, que foi agredida com arma branca e queimada.


As redes sociais espalharam o ocorrido, registrado no setor de Las Compañias, em La Serena, e onde se aponta como autor dessa brutalidade o próprio tutor do cão.

Violência extrema

O caso de La Negra ficou conhecido por uma publicação no Instagram de “Perros de la Cuarta”, onde mostrava que a cachorra foi esfaqueada e queimada.

Uma mulher chamada Johanna Ardiles a levou com urgência ao Centro Veterinário Zu Mascota, e, posteriormente, ela foi levada para o centro veterinário municipal, mas acabou falecendo.

“Ela recebeu toda a ajuda necessário, mas seus ferimentos eram de gravidade extrema e não foi possível salvá-la”, disse Irma Petir, encarregada do centro veterinário municipal.

A mulher disse que se trata de “um ato extremamente violento e grave de maus-tratos a animal”, que ocorreu “na mesma região onde se investiga um caso de um cão violentado”.

Ingrid Díaz, subcomissária da PDI La Serena, comentou que “desde a promulgação da Lei de Posse Responsável de Animais de Estimação, houve um aumento das denúncias por casos de maus-tratos”.

“Na região de Coquimbo, no período de janeiro a agosto deste ano, recebemos 24 denúncias por esse tipo de delito”, explicou.

A PDI pediu para que a comunidade denuncie os casos de maus-tratos a animais perante a polícia.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: El Informador

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.